Dicas

Mais Dicas

07/02/2018

Corredores iniciantes devem ter cuidados especiais

Exercício realizado de maneira errada pode causar lesões musculares e lombares, além de tendinites e hérnias de disco.

 

Bastante praticada em parques, academias, praias e vias públicas, a corrida vem ganhando cada vez mais adeptos. Eleita em 2010 como o oitavo esporte mais saudável, segundo a revista Forbes, a modalidade traz inúmeros benefícios ao corpo e a mente se for realizada de maneira correta. Do contrário, o exercício pode ser um forte aliado no aparecimento de lombalgias (dor na região lombar da coluna), hérnias de disco (lesão dos discos que compõem a coluna vertebral), tendinites de calcâneo (inflamação do Tendão de Aquiles), tendinites de joelho, tendinites do trato iliotibial (localizada na parte lateral da perna), fasceíte plantar (inflamação do tecido denso na sola do pé) e lesões musculares, especialmente para os iniciantes.

Segundo Giuliano Martins, diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRC) e proprietário do ITC Vertebral Ribeirão - instituto especializado no tratamento de lesões na coluna, o treino bem sucedido requer etapas gradativas. “Em primeiro lugar o fumante, o sedentário ou o obeso precisam estar preparados para correr. Eles devem começar com um trabalho aeróbico e de fortalecimento em uma academia, onde farão caminhadas, trotes e, então, o treinamento evoluirá para corridas na esteira e competições. Sempre com o acompanhamento de um bom profissional e roupas adequadas.”, comenta.

Outro detalhe importante na vida do atleta é o alongamento. Martins explica que iniciantes ou não, todos devem estar atentos sobre o procedimento. “Primeiramente é necessário avaliar qual é o grupo muscular que está encurtado e realizar o processo. Um programa com séries, feito de forma consciente, com correta prescrição individual terá bons resultados. Nem sempre a atividade em grupo é a melhor solução, pois cada um tem sua particularidade específica”, diz.

Confira outras dicas:
- Nunca sobrecarregue o treino. Deixe que seu instrutor avalie a necessidade de aumentar ou não a carga e a intensidade.
- Durante a corrida, poupe energia e não se empolgue no início. Gastando suas energias no começo, você sentirá - Sinais de cansaço mais precocemente, sendo os principais causadores de dor, cãibras e estiramentos musculares.
- O tênis está diretamente ligado ao tipo de pé e a pisada que o atleta apresenta e quem os determina é um fisioterapeuta especializado na área.
- Na dúvida do seu tipo, opte por um tênis de pisada neutra

Sobre o ITC Vertebral – Fundado pelo fisioterapeuta Helder Montenegro, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRC) e reconhecido como um dos maiores especialistas em tratamento de coluna no Brasil, o Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral iniciou suas atividades em 2005, em Fortaleza (CE).

Em apenas dois anos foram mais de 700 pacientes tratados, com êxito, pelo método RMA. Tais resultados alcançaram grande projeção e o ITC Vertebral passou a receber pacientes de todo o Brasil. Com o aumento da demanda, o ITC Vertebral decidiu formatar a primeira franquia em fisioterapia do país e, em 2007, deu início à uma expansão que já contabiliza 55 unidades no país. Capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, por exemplo, já contam com mais de uma unidade do Instituto.

O ITC Vertebral é afiliado à ABF (Associação Brasileira de Franquias). Em 2010, foi ranqueado pela Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios em primeiro lugar no quesito crescimento econômico e terceira posição em satisfação dos franqueados que, juntos, já trataram mais de 4 mil pacientes.

Por conta do reconhecido trabalho, o ITC Vertebral recebeu convites para demonstrar seus resultados no México, Inglaterra, Holanda, Portugal, Argentina, Chile e Venezuela, países que estão em vias de instalar unidades do Instituto.