ANQUILOSE DE QUADRIL - DOR NO QUADRIL, DIFICULDADE PARA SENTAR, LEVANTAR E SE MOVIMENTAR

Atualizado: Ago 28

Anquilose ou ancilose vem do grego e significa dobrado ou curvado. É uma rigidez completa ou parcial de uma articulação devido à aderência e rigidez dos ossos dessa articulação, o que pode ser o resultado de uma lesão ou doença. Ela pode ocorrer também por uma fibrose dos tecidos periarticulares, que se tornaram não distensíveis.

As razões para uma articulação perder a mobilidade podem ser:

· Extracapsulares: causada pelo fibrosamento das estruturas circundantes da articulação.

· Intracapsulares: causada pela rigidez das estruturas dentro da articulação.

Quando a fixação da articulação se dá por fibrosamento das estruturas extracapsulares, fala-se em falsa anquilose ou anquilose fibrosa. A anquilose verdadeira corresponde a uma soldadura óssea. Potencialmente, ela pode ocorrer em qualquer articulação.



A anquilose do quadril ou quadril rígido, é uma condição incomum, no entanto potencialmente complexa.

O ponto que a determina é a ausência ou diminuição significativa do arco de movimento, culminando com hipotrofia muscular ao redor da articulação, expressiva alteração na marcha e postura, e sobrecarga da região lombar. A marcha é característica, como se o membro inferior afetado e o quadril fossem um bloco só. Indicativo também é a postura para sentar-se na cadeira.

Normalmente o gasto energético da marcha é bem maior que o usual e a resposta articular das articulações adjacentes, como o quadril contralateral, lombar e joelhos, podem ser vistas ao longo dos anos, com o desenvolvimento de alterações degenerativas.


Causas da Anquilose de Quadril

A anquilose pode ser devido a problemas congênitos, doenças, lesões, traumas ou realizada intencionalmente por procedimento cirúrgico, com fins terapêuticos, em casos de dor acentuada ou de frouxidão ligamentar.

A anquilose de quadril pode ter etiologia fibrosa, óssea ou ser causada pela destruição das membranas que revestem a articulação ou pela estrutura de um osso defeituoso.

Muitas vezes há destruição da cartilagem articular e do osso subcondral, com proliferação de novas células que fundem os ossos. A anquilose também pode ocorrer em pacientes imobilizados quando os movimentos, ativos ou passivos, deixam de ocorrer.

Frequentemente é uma consequência da artrite reumatoide crônica, em que a articulação afetada tende a assumir a posição menos dolorosa e pode tornar-se fixa, de forma permanente.

Mas a anquilose de quadril pode também ser causada por qualquer inflamação de tendão, de estruturas musculares do lado de fora da articulação ou dos tecidos da própria articulação.



Sintomas

A principal característica clínica da anquilose de quadril é a limitação ou ausência de movimentação do quadril podendo chegar à hipotrofia muscular ao redor da articulação.

As repercussões funcionais incluem expressiva alteração na marcha e postura, e sobrecarga da região lombar.

A marcha é característica, como se o membro inferior afetado e o quadril fossem um bloco só, como visto em radiografia anteriormente. Um sintoma indicativo também é a postura para sentar-se na cadeira.

O gasto de energia na realização da marcha é bem maior que o normal e a resposta articular das articulações adjacentes, como o quadril contralateral, coluna lombar e joelhos, podem ser vistas ao longo dos anos, com o desenvolvimento de alterações degenerativas.


Fatores de Risco

Os fatores que aumentam a probabilidade de Anquilose de Quadril são praticamente os mesmos que de uma lesão nesta articulação:

· Desequilíbrio Muscular ou Fraqueza nos Músculos dos Membros Inferiores

· Obesidade

· Esportes de Alto Impacto

· Anomalias de Alinhamento do Membro Inferior

· Forma Anormal dos Ossos – uma cirurgia anterior de substituição do quadril

· Abuso de Álcool

· Fratura de Quadril Anterior

· Gênero Feminino (especialmente após a menopausa)

· Hereditariedade

· Má Nutrição

· Falta de Cálcio e Vitamina D

· Magreza Excessiva

· Inatividade Física

· Falta de Equilíbrio e Coordenação

· Doenças Crônicas

· Doença de Parkinson

· Acidente Vascular Cerebral

· Deficiências Mentais – incluindo a doença de Alzheimer

· Problemas de Visão

· Alguns Medicamentos que causam Tonturas

E também existem os riscos pós-operatórios: o quadril pode ser infectado no local da ferida ou em torno do implante. Uma infecção pode se desenvolver durante a internação ou após a alta, mesmo depois de meses ou anos.

A substituição do quadril envolve riscos como todas as outras intervenções, uma pequena porcentagem de pacientes pode desenvolver uma infecção após a operação.



Quais formas de Tratamento de Anquilose de Quadril

Quando há uma indicação cirúrgica, no intuito de melhorar a qualidade de vida no âmbito da marcha e arco de movimento e diminuir a sobrecarga nas articulações adjacentes, o procedimento indicado é a artroplastia total do quadril.

Nos casos de anquilose de quadril completa, o tratamento preconizado é a cirurgia com ablação da anquilose e recomposição da região afetada.

Uma anquilose artificial, chamada artrodese, que é a fusão óssea feita artificialmente por meio de uma operação cirúrgica, às vezes, é feita para amenizar a dor sentida em uma condição articular severa.

Clinicamente, o ganho de arco de movimento pós-cirúrgico é inferior ao ganho obtido nos pacientes com artrose ou osteonecrose do quadril, no entanto, os pacientes de forma subjetiva ficam tão satisfeitos quanto.

O ganho de movimento determina melhora substancial no padrão de marcha e de atividades da vida diária, como simplesmente sentar-se corretamente na cadeira.

Além das técnicas cirúrgicas, o paciente é encaminhado a um tratamento fisioterapêutico para recuperação do arco de movimento do quadril, fortalecimento muscular, treino de marcha, etc.

Dentro da fisioterapia podemos utilizar o Método Pilates como forma de tratamento, pois temos uma infinidade de exercícios que podem ser realizados na reabilitação do quadril.


Como o Método Pilates Pode Auxiliar no Tratamento

O Pilates participa de um bom resultado para a reabilitação, mas principalmente também como forma de prevenção.

O mais importante antes de iniciar uma aula, é fazer uma minuciosa avaliação, para assim identificar as possíveis alterações físicas no paciente, como por exemplo, fraqueza e/ou inabilidade muscular, desalinhamentos, encurtamento muscular, etc, apostando nos exercícios certos para cada caso.



Preconiza-se que ao iniciar uma aula de Pilates, primeiramente dê início aos movimentos com pouca carga e/ou intensidade, introduzindo movimentos de aquecimento, mobilidade, fortalecimento com integração de membros superiores e coluna, mesmo que o problema esteja em alguma articulação de membro inferior, e por fim alongamentos mais intensos (lembrando que esta não é uma regra, é um método de trabalho baseado na literatura cientifica).

Tal forma de trabalho faz com que o paciente prepare seu corpo trabalhando articulação por articulação, estabilizando e mobilizando as articulações necessárias, ativando as musculaturas necessárias e preparando para movimentos integrados e funcionais.

Em se tratando de funcionalidade, podemos ressaltar que o Método Pilates possibilita o trabalho de funcionalidade de várias articulações, sendo um importante aliado na reabilitação funcional de várias patologias, como a Anquilose de Quadril.

Quando falamos em funcionalidade do quadril é importante relembrar que esta articulação tem relação direta ao posicionamento da pelve e alterações na funcionalidade da coluna lombar e joelho, devido a músculos biarticulares entre coluna lombar/quadril e quadril/joelho.

Além disso, tem relação indireta com a articulação do ombro e pé devido às cadeias cruzadas sobre influência da fáscia muscular.

Logo, ao propor determinados exercícios, é preciso levar em consideração as demais alterações musculoesqueléticas, além de considerar apenas a patologia que acomete tal articulação. O Pilates tem exercícios para fortalecimento do quadril e seus músculos que atuam na estabilidade.

O Método Pilates tem como objetivo o estímulo da circulação, melhora do condicionamento físico, flexibilidade e alinhamento postural, melhorando os níveis de consciência corporal e a coordenação motora.

O Método promove o alongamento ou relaxamento de músculos encurtados ou tensionados demasiadamente, oferece o fortalecimento ou aumento do tônus daqueles músculos que estão estirados ou enfraquecidos o que seria excelente para um paciente em pós-operatório de quadril, por exemplo.

Diminui os desequilíbrios musculares que ocorrem em antagonistas e agonistas que são responsáveis por certos desvios posturais, problemas reumatológicos ou ortopédicos, como é o caso da doença em questão.

Trata-se de uma atividade que não impõe grande desgaste articular e o número de repetições dos variados exercícios são reduzidos. Sendo assim, torna-se uma conduta perfeita para os pacientes com o quadro de Anquilose de quadril.

Nos pacientes que serão submetidos à cirurgia, durante o pré-operatório o Método auxilia no aumento de força, mobilidade e amplitude de movimento da articulação comprometida e das adjacentes, maximizando a função e a flexibilidade.

Durante o pós-operatório o Método permanece com os mesmos objetivos.

Para os pacientes em pós-operados o Pilates permite exercícios precoces que respeitam o limite de movimentação (vários autores aconselham que a flexão de quadril seja limitada a 90°, a adução não deve ultrapassar a linha mediana e a rotação interna deve ser mínima) como também auxiliam no aumento da resistência dos músculos adjacentes.

Nas mãos de um fisioterapeuta o Método Pilates pode ser uma reabilitação eficaz apresentando diversos benefícios quando aplicado de acordo com os seus princípios.


Já sabe né! Tem dor, NÃO se auto-medique sem saber a causa das suas dores.

Não existe medicamento mágico, pomada, massagem, técnica revolucionária, exercício único! Esqueça isso!

Não existe receita de bolo, ou seja, cada paciente precisa de um tratamento específico para seu caso e por isso uma avaliação é fundamental!

Outra coisa, você pode até fazer um exame, mas não acredite em tudo que vai ler!

Leve este exame a um bom profissional que saiba ler e interpretar bem o laudo, mas faça PRINCIPALMENTE uma boa Avaliação Física utilizando testes Ortopédicos e Neurológicos com embasamento Científico! Só assim você vai tratar o que de fato te causa dor!

No passado as pessoas eram obrigadas a sofrer, pois estas patologias não tinham cura e nem TRATAMENTO. Mas as pesquisas e estudos avançaram e HOJE a Fisioterapia já está conseguindo ajudar a ELIMINAR as dores.


Aqui na clinica (ONE FISIOTERAPIA), realizamos esse processo e estamos colhendo muitos DEPOIMENTOS de pacientes que estão ficando cada vez mais satisfeitos com os resultados.

Clique AQUI para ver os depoimentos.


Está sofrendo com dor?

Então, comece pelo início.

Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia. É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também um Tele-atendimento. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nosso método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!

#drgiulianomartins #onefisioterapia #dornascostas #dornoquadril #herniadedisco #anquilose #ciatico #artrose #dornojoelho #fibromialgia #dornoombro #pilatesribeiraopreto #quiropraxiaribeiraopreto #fisioterapiaribeiraopreto #pilatescuritiba #quiropraxiacuritiba #fisioterapiacuritiba

24 visualizações

CONTATO

Ribeirão Preto

Rua José Jaime Delibo, 160
CEP 14026-563 - Ribeirão Preto/SP

Curitiba

Av. Silva Jardim, 3161
CEP 80240-021 - Bairro Água Verde - Curitiba/PR

Qual unidade gostaria de falar ?

© 2020 por ONE Fisioterapia. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Onegate