DOR NO CIÁTICO - Como tratar e acabar com a dor?

Atualizado: Set 10

A dor do nervo ciático pode ter diversos motivos: hérnia de disco lombar, espasmo do músculo piriforme ou trauma direto sobre nervo, produzido, por exemplo, por uma injeção mal aplicada.

O nervo ciático fica localizado entre o trocanter maior e a tuberosidade isquiático. Ele é recoberto pelo músculo do glúteo quando o quadril está estendido, mas quando flexionado, o músculo se desloca e deixa o nervo descoberto.

O nervo ciático se conecta com a medula espinhal através dos forames sacras posteriores e também da quinta vértebra lombar (L5). À medida que acompanhamos o nervo no sentido do quadril ao pé, esses ramos que saem da medula se unem e formam o nervo ciático que, quando chega na metade do fêmur, se divide em nervo tibial e nervo fibular comum que, por sua vez, vão se ramificando.


O nervo atravessa vários músculos, fáscias e tendões em seu trajeto e acaba por se enervar com músculos como o adutor magno e o piriforme. Na região do quadril, o nervo ciático passa internamente pelo músculo piriforme e lateralmente pelos músculos obturador interno e os gêmeos inferior e superior. Quando o piriforme se encontra em espasmo muscular, ele comprime o nervo ciático produzindo dor, por isso o nome de Síndrome do Piriforme.

As dores dos nervos ou ciatalgias podem se assemelhar a choques, agulhadas ou formigamentos e ocorrem no local da lesão ou em uma região que esse nervo percorre.


Na Síndrome do Piriforme, a dor pode chegar ao joelho ou à parte posterior da panturrilha (nervo tibial).

Os principais sintomas da doença incluem:

  • Sensação de “queimação” ou dormência;

  • Dor acompanhada de choques intermitentes nas nádegas que se prolongam para baixo por trás ou pelo lado da coxa e/ou perna;

  • Pinçadas ou espasmos de dor na parte baixa da coluna e ao longo do nervo ciático, que percorre pela parte profunda da coxa e/ou superficial da perna indo até o pé;

  • Dificuldades em realizar certos movimentos, como sentar ou levantar;

  • Perda de sensibilidade (parestesias)ou fraqueza nos músculos da perna afetada;

  • Perda da função intestinal ou da bexiga.

Os sintomas da Dor Ciática, normalmente, pioram no período da noite. Mas vale ressaltar que nem todo paciente identificará os mesmos sintomas e nem pelo mesmo período de tempo. Tudo vai depender da causa da compressão do nervo ciático, isso será determinante para a manifestação dos sintomas.

Muitos ciclistas, triatletas e corredores apresentam esse tipo de patologia porque o músculo piriforme pode encurtar devido a pratica destes esportes e levar a uma compressão do nervo. A postura na bicicleta e o tipo de corrida, como em treinos de subida, são alguns dos fatores.

O que se deve saber é que nenhum tipo de dor deve ser ignorado, principalmente, os tipos mais persistentes e que tendem a piorar com o tempo. Dores na coluna podem revelar simples contraturas ou distensões musculares de tratamento mais simples ou mesmo natural, mas também podem indicar a presença de doenças graves.


A principal maneira de lidar com a DOR é investigar, antes de mais nada, a sua causa. O diagnóstico precoce é fundamental para evitar o equívoco de uma doença que possa ser evidenciada como causa da dor, mas que, na verdade, não tenha associação e, assim, agravar a condição do paciente ao ser tratado de forma inadequada.


O tratamento deve ser multidisciplinar, envolvendo diferentes tipos de exames e avaliações a serem realizados por diversos profissionais da saúde, para só então iniciar um atendimento específico para aquele quadro. Lembre-se, o importante é tratar a CAUSA e não apenas a dor, e na maioria dos casos a FISIOTERAPIA Especializada é a melhor opção.


É muito importante alertar para os riscos da automedicação. Utilizar analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares é perigoso, principalmente, se o paciente não sabe ainda a causa das dores nas costas e não recebeu uma prescrição médica adequada de medicamentos.

No entanto, o melhor tratamento ainda consiste na prevenção! Cuidados com a sobrecarga de trabalho e durante as atividades domésticas devem ser adotados. Bem como realizar momentos de relaxamento ao longo do dia. O exercício físico também é uma importante ferramenta, pois, uma vez praticado regularmente, proporciona a melhora do condicionamento físico, controlando o aparecimento de lesões e viabilizando preparo muscular para a rotina diária.


Veja esse vídeo onde o Dr. Giuliano Martins explica como acabar com a DOR CIÁTICA.


Está sofrendo com dores?

Então, comece pelo início. Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia.

É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também um Tele-atendimento. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor este método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!


#drgiulianomartins, #onefisioterapia, #crossfisio, #metodologiaone, #fibromialgia, #dornascostas, #herniadedisco, #dordecabeça, #ciatico, #pilates, #quiropraxia, #fisioterapia, #coluna, #dornojoelho, #dornoquadril, #dornoombro, #ribeiraopreto, #curitiba, #torcicolo, #dorcronica, #doraguda, #fisioterapiaesportiva, #cirurgiadecoluna, #dornopescoco, #quiropraxiaribeiraopreto, #fisioterapiaribeiraopreto, #pilatesribeiraopreto, #quiropraxiacuritiba, #fisioterapiacuritiba, #pilatescuritiba

CONTATO

Ribeirão Preto

Rua José Jaime Delibo, 160
CEP 14026-563 - Jardim Nova Aliança

Ribeirão Preto/SP

Curitiba

Av. Silva Jardim, 3161
CEP 80240-021 - Bairro Água Verde - Curitiba/PR

Qual unidade gostaria de falar ?

© 2020 por ONE Fisioterapia. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Onegate