DOR NO GLÚTEO, DEVO TRATAR A COLUNA OU O QUADRIL?

Dores no glúteo que as vezes irradiam para a coxa ou até mesmo para a lombar podem ter diferentes causas.

Tanto a articulação do QUADRIL quanto a COLUNA LOMBAR podem ser as responsáveis pelas dores.


Existem diversas causas de dor no quadril dependendo de qual estrutura está desgastada, inflamada ou fraturada.

É importante lembrar que existem até doenças que se originam em outros locais como coluna e bacia que podem causar dor no quadril.

Por outro lado, as dores do quadril também podem “migrar” para outros locais da coxa e perna, o que chamamos de dor irradiada.


Isto acontece por conta da proximidade destas duas regiões anatômicas e a dor lombar pode irradiar para o quadril.

Em outras situações, ambas as regiões estão com desequilíbrios mecânicos que podem provocar dor ao mesmo tempo. Isto é fácil de entender, pois quando temos uma dor em certo local, tendemos a sobrecarregar outras regiões próximas para poupar a zona de maior desconforto.


Em geral, as dores no quadril irradiam para região glútea, e região lateral ou na frente da coxa.

As dores que se originam na região lombar ou glútea e que irradiam para a perna, abaixo do joelho, ou na planta dos pés, estão mais relacionadas com hérnias de disco que comprimem o nervo ciático.


O mais importante nestes casos é você buscar um bom Fisioterapeuta que saiba fazer uma avaliação clínica e identificar a causa exata da sua dor. Caso contrário você poderá tratar uma dor de forma errada e não terá o alívio esperado!


É importante lembrar também que a articulação do quadril é a maior do corpo humano.  Consequentemente,  ela é uma das articulações que mais suporta carga e é muito importante para a  marcha e para  o movimento dos membros inferiores.

É importante lembrar que existem diversas causas de dor no quadril. Entre as causas mais comuns de dores no quadril estão os desgastes articulares pela idade, as sobrecargas mecânicas nos músculos, tendões e ligamentos, além das fraturas em ossos osteoporóticos, entre outros.


Já a coluna lombar é composta por 5 vértebras responsáveis por sustentar praticamente metade do nosso corpo e proteger a medula dentro do canal medular.

A lombalgia corresponde à dor no final da coluna que pode ser acompanhada ou não de dor nas pernas ou glúteos que pode durar menos ou mais de 1 mês.

A lombalgia pode ser causada por má postura, esforço físico, mal jeito nas costas, sedentarismo, infecção local ou até mesmo tumor. 

O nervo ciático tem início no fim da coluna e, quando inflamado ou comprimido, pode causar dor intensa no fim da costas, além de dor no glúteo e pernas. A inflamação do nervo ciático pode causar além da dor dificuldade para manter a coluna ereta e abaixar e dor ao andar.



Sintomas associados

A dor no glúteo pode se manifestar de diversas maneiras e isto pode indicar a causa e a doença que está causando a dor. Lembrando que uma das coisas mais importante na avaliação inicial é a localização dessa dor.

Primeiramente, as dores no quadril podem se localizar basicamente em algumas  regiões como:

Além da localização, a dor no glúteo pode vir associada com outros sintomas como:

  • Claudicação: marcha “manca”.

  • Rigidez articular: dificuldade de movimentar.

  • Estalidos: ruídos durante movimentação

  • Ressaltos: restrição de movimento , acompanhado de movimento brusco

  • Aumento de volume local: “inchaço”

Dor no glúteo: O que pode ser?

Existem diversas causas de dor no quadril dependendo de qual estrutura está desgastada, inflamada ou fraturada.

É importante lembrar que existem até doenças que se originam em outros locais como coluna e bacia que podem causar dor no quadril.

Por outro lado, as dores do quadril também podem “migrar” para outros locais da coxa e perna, o que chamamos de dor irradiada.

Dentre as principais causas dor , podemos citar:

1. Osteoartrose e Artrites inflamatórias

  • Osteoartrose ou osteoartrite: Ocorre quando a cartilagem protetora que reveste os ossos dentro da articulação  se desgasta e a articulação inflamação. É importante lembrar, que a artrose é um dos principais motivos de de dor na articulação do quadril.

  • Artrite reumatóide: Uma doença inflamatória crônica autoimune  que afeta, tipicamente, as pequenas articulações das mãos e dos pés, mas que pode causar artrite no quadril também 

  • Artrite séptica: Uma infecção causada por microorganismos, em geral bactérias, que causam  dor intensa articulação. Em geral, a infecção é causada por microorganismos que entram na corrente sanguínea vindas de outra parte do corpo.

  • Artrite reumatóide juvenil: É o tipo mais comum de artrite em crianças com idade inferior a 17. Consequentemente, ela provoca dores persistentes nas articulações, inchaço e rigidez.

  • Artrite psoriásica: É uma artrite associado à psoríase. Dor nas articulações, rigidez e inchaço são os principais sintomas. Pode afetar qualquer parte do corpo, incluindo as pontas dos dedos e coluna vertebral.

2. Lesões ortopédicas

  • Bursite no quadril: Condição dolorosa que afeta pequenas bolsas (bursas) ao redor do quadril que se enchem de líquido inflamatório. As bursas são pequenas bolsas que auxiliam  no amortecimento do atrito entre ossos, tendões e músculos perto de suas articulações.

  • Tendinite no quadril: Inflamação de um tendão. Em geral , a tendinite na região do quadril acomete os tendões da musculatura glútea, iliopsoas ou isquiotibiais. A condição provoca dor e limitação de movimento

  • Necrose avascular da cabeça femoral: Morte do tecido ósseo  da cabeça femoral devido a falta de suprimento sanguíneo. Está associada com uso de corticoides e alcoolismo e pode levar ao desgaste precoce da articulação do quadril em pacientes jovens.

  • Fratura no quadril: As fraturas mais comuns são do fêmur proximal , podendo ser do colo do fêmur ou transtrocanteriana. Estão são lesões graves, com complicações que podem ser fatais. O risco de fratura de quadril aumenta com a idade e com a presença de osteoporose.

  • Impacto fêmoro acetabular: O impacto fêmoro acetabular é uma anormalidade anatômica do quadril caracterizada por um contato anormal e precoce entre o fêmur e seu encaixe na bacia, que é chamado de acetábulo. Esta é uma das principais causas de artrose precoce do quadril

  • Lesão labral: Lesão que envolve um pequeno anel que circunda a cartilagem. Este anel fibrocartilaginoso é  chamado de labrum e pode ser  lesado, principalmente nos casos de impacto fêmoro acetabular

  • Luxação:  É uma lesão grave da  articulação, na qual as extremidades de seus ossos são deslocadas de  suas posições normais. É mais comum em acidentes automobilísticos e muito associda com fraturas.

  • Entorses e distensões: Lesões musculares comuns que podem acometer a musculatura ao redor do quadril.


3. Dores neuropáticas

  • Hérnia de disco: Refere- se a um problema com um dos amortecedores da coluna (disco intervertebral ), que se localiza  entre os ossos (vértebras). A lesão do disco vertebral pode causar extrusão de pequenos fragmentos discais que podem comprimir raízes nervosas e causar dor na região glútea até a perna.

  • Meralgia parestésica: Uma condição caracterizada pelo formigamento, dormência e dor (queimação) na parte externa da coxa por compressão do nervo cutâneo femoral lateral.

  • Ciatalgia: Refere-se a dor que irradia desde a região glútea até a planta do pé, ao longo do trajeto do nervo ciático. Normalmente é causada por uma hérnia de disco.

  • Estenose espinhal: Estreitamento do canal vertebral, o que pode colocar pressão sobre a medula espinhal e os nervos que passam através da coluna vertebral.

Existem diversas situações específicas de dor no quadril  e perguntas que podem levar a diagnósticos e tratamentos diferentes. Às vezes a queixa pode ser dor na Bacia, ou dor no fêmur. É muito importante diferenciar cada tipo de situação.


Dor no quadril irradiando para perna

Esta é uma situação diferente e pode indicar uma dor que não é originada no quadril, mas sim na coluna.

Em geral, as dores no quadril irradiam para região glútea, e região lateral ou na frente da coxa.

As dores que se originam na região lombar ou glútea e que irradiam para a perna, abaixo do joelho, ou na planta dos pés, estão mais relacionadas com hérnias de disco que comprimem o nervo ciático.


Dor no quadril e corrida

Muitos pacientes podem sentir dores no quadril durante corridas. Isto pode ser devido a causas diferentes, mas em geral está associado à sobrecarga mecânica dos músculos do quadril.

Os músculos flexores do quadril são os mais sobrecarregados e que provocam dor por sua inflamação e lesão, mas os músculos glúteos e isquiotibiais também podem ser sobrecarregados.

Outras causas de dor no quadril em corredores são lesões labrais, lesões de cartilagem e fraturas por “stress”.


Dor no quadril e lombar

Antes de mais nada, muitas vezes as dores no quadril podem ser confundidas com dores originadas na região lombar. Desta forma, isto acontece por conta da proximidade destas duas regiões anatômicas e a dor lombar pode irradiar para o quadril.

Em outras situações, ambas as regiões estão com desequilíbrios mecânicos que podem provocar dor ao mesmo tempo. Isto é fácil de entender , pois quando temos uma dor em certo local, tendemos a sobrecarregar outras regiões próximas para poupar a zona de maior desconforto.

Dor no quadril ao acordar

A dor no quadril ao acordar normalmente é causada por doenças intraarticulares como artrose  e artrites inflamatórias como artrite reumatóide. Por outro lado, doenças extraarticulares como bursites e tendinites costumam doer mais à noite.

Isto é importante, pois as doenças intraarticulares costumam ser progressivas e muitos casos podem necessitar de cirurgia de artroplastia total do quadril.


Dica do Especialista

Tem dor, NÃO se auto-medique sem saber a causa das suas dores.

Não existe medicamento mágico, pomada, massagem, técnica revolucionária, exercício único! Esqueça isso!

Não existe receita de bolo, ou seja, cada paciente precisa de um tratamento específico para seu caso e por isso uma avaliação é fundamental!

Outra coisa, você pode até fazer um exame, mas não acredite em tudo que vai ler!

Leve este exame a um bom profissional que saiba ler e interpretar bem o laudo, mas faça PRINCIPALMENTE uma boa Avaliação Física utilizando testes Ortopédicos e Neurológicos com embasamento Científico! Só assim você vai tratar o que de fato te causa dor!


No passado as pessoas eram obrigadas a sofrer, pois estas patologias não tinham cura e nem TRATAMENTO. Mas as pesquisas e estudos avançaram e HOJE a Fisioterapia já está conseguindo ajudar a ELIMINAR as dores.


Aqui na clinica (ONE FISIOTERAPIA), realizamos esse processo e estamos colhendo muitos DEPOIMENTOS de pacientes que estão ficando cada vez mais satisfeitos com os resultados.

Clique AQUI para ver os depoimentos.

Está sofrendo com dor?

Então, comece pelo início.

Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia. É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também um Tele-atendimento. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nosso método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!

#drgiulianomartins, #onefisioterapia, #crossfisio, #dornascostas, #dornoquadril, #lombalgia, #dornacoluna #herniadedisco, #ciatico, #artrose, #dornojoelho, #fibromialgia, #pilates, #quiropraxia, #fisioterapia, #ribeiraopreto, #curitiba, #tratamentosemcirurgia, #prevencao, #fisioterapiapreventiva, #bursite, #tendinite


CONTATO

Ribeirão Preto

Rua José Jaime Delibo, 160
CEP 14026-563 - Jardim Nova Aliança

Ribeirão Preto/SP

Curitiba

Av. Silva Jardim, 3161
CEP 80240-021 - Bairro Água Verde - Curitiba/PR

Qual unidade gostaria de falar ?

© 2020 por ONE Fisioterapia. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Onegate