QUEM É SIMONE BILES? O QUE ACONTECEU COM ELA?

Atualizado: Jul 31

Se você, assim como eu, está acompanhando as Olimpíadas de Tókio, percebeu que nesta quarta-feira (28/07), a Ginasta Americana Simone Biles desistiu de disputar as Olimpíadas de Tóquio 2020. E essa atitude da atleta chocou o mundo dos esportes e muitas questões começaram a surgir.

Quem é Simone Biles? Porque ela desistiu? O que aconteceu com ela?

Como nós sabemos que noticia ruim corre rápido e muitas vezes, principalmente aqui no Brasil, as pessoas distorcem as notícias, eu decidi gravar este vídeo utilizando informações confiáveis para passar á você o que de fato vem acontecendo.



Primeiramente, para quem ainda não sabe, Simone Biles tem apenas 1,42cm. Ela nasceu em 1997 no Estado americano de Ohio e foi adotada quando tinha 5 anos pelos avós.

Ela cresceu no Texas e fez ginástica pela primeira vez durante uma viagem, quando tinha seis 6 anos e aos 19 anos, já tinha o maior número de medalhas de ouro em campeonatos mundiais do que qualquer ginasta do planeta.

O técnico de Biles diz que a ginasta pode aprender uma nova habilidade em três dias, enquanto outras podem levar meses ou até anos para dominar um novo movimento.

Todo este sucesso de Biles a tornou uma das atletas mais conhecidas do esporte.



Agora, o que aconteceu com ela, para desistir de competir?

A resposta é: Stress.

Isso mesmo, segundo ela mesma relatou, ela sentiu necessidade de cuidar da sua saúde mental!

Ela relatou também que, depois da sua apresentação, simplesmente não queria continuar. E também disse que a saúde mental é mais importante nos esportes nesse momento. Temos que proteger nossas mentes e nossos corpos e não apenas sair e fazer o que o mundo quer que façamos".

Olha agora esse relato de Biles para a BBC: "Você tem que estar 100% lá, Se não, você se machuca. Hoje foi muito estressante. Eu estava tremendo. Eu não consegui dormir. Nunca me senti assim entrando em uma competição e tentei me divertir. Mas assim que cheguei, pensei: ‘Não. Minha mente não está aqui’".

Pra finalizar a entrevista ela ainda disse: "Eu não confio mais tanto em mim mesma. Talvez seja o fato de estar ficando mais velha. Não somos apenas atletas. Somos pessoas, e às vezes é preciso dar um passo atrás".


Aí vem a pergunta: a pressão sobre atletas passou do limite ou a saúde mental deixou de ser um tabu?

Eu acredito que cada vez mais, nós, seres humanos, estamos adoecendo por alterações emocionais.


Sou Fisioterapeuta, trabalho a mais de 18 anos com reabilitação ortopédica, principalmente coluna vertebral e confesso que nunca recebi tanto paciente com depressão, Ansiedade e Stress como nos últimos 5 anos. Na verdade a cada ano percebo um aumento nos casos de pacientes com dores nas costas onde precisamos tratar o Físico e o Emocional.


Peguei também um estudo científico publicado em 2019 que apontou que 19,6% dos atletas que participaram desse estudo sofrem com angústia, 26,4% sofrem com distúrbio de sono e 33,6%, ou seja 1/3 deles, sofrem com ansiedade e depressão.


Por isso, quero deixar 2 recados importantes para você hoje:


1.Cuide da sua mente.

Cuidado com o que você lê e ouve por ai, seja de pessoas ou na internet. Você pode estar sendo influenciado por muita noticia ruim e isso vai te deixar com sérios problemas emocionais no futuro. Se aproxime de pessoas que te levantam, que falam de ideias e coisas boas e se afaste de pessoas pessimistas, negativas, que sugam a sua energia ou que não acrescentam nada ao seu conhecimento.


2. Dor nas costas pode ter origem física e emocional.

Não duvide do seu médico ou do seu Fisioterapeuta se ele te disser que vai precisar usar uma abordagem biopsicossocial ou se vai precisar da ajuda de um Psicólogo para tratar as suas dores. Saiba que o stress, a depressão e a ansiedade aumentam a tensão e agravam muito nossas dores.


10 dicas de como cuidar da saúde

Existem coisas simples que podemos fazer para ajudar a cuidar de nossa saúde mental e bem-estar em momentos de incerteza. Isso nos ajudará a pensar com clareza e a garantir que possamos cuidar de nós mesmos e daqueles que amamos.

Essas dicas podem ajudar a melhorar sua saúde mental e bem-estar se você estiver preocupado com o surto de coronavírus. Também pode ler os nossos conselhos sobre como manter o seu bem-estar mental se ficar em casa .

É importante sempre seguir as orientações oficiais mais recentes sobre distanciamento social para manter todos seguros.


1. Fique co