O QUE É ARACNOIDITE TORÁCICA

A atriz Mabel Calzolari, 21, morreu em 22/06/2021 de uma doença rara chamada aracnoidite torácica, inflamação em uma membrana que protege o sistema nervoso central, que envolve toda a coluna e o cérebro.

A atriz havia recebido o diagnóstico em 2019, mesmo ano em que foi submetida a uma raquianestesia durante o parto do filho, hoje com 1 ano e 11 meses. Este tipo de anestesia aplicada na região lombar é realizada antes da cesariana. Mas, segundo os médicos consultados, não há como confirmar que a doença raríssima tem relação exclusiva com a anestesia.


A aracnoidite torácica é uma inflamação na aracnoide, uma das membranas que protegem o sistema nervoso central de ter contato com bactérias, vírus e protozoários. Quando ela é atingida por algum agente externo, como injeções, cirurgias invasivas na coluna ou no cérebro ou acidentes com perfurações que atinjam a região, pode haver inflamação, explica a neurocirurgiã Tatiana Vilasboas, do Hospital San Gennaro, em São Paulo.

A aracnoidite da atriz estava localizada no tórax, mas a inflamação pode estar na coluna torácica, na coluna cervical (pescoço), na coluna lombar e no crânio, explica a médica.



Relação com anestesia

Não há como comprovar que a raquianestesia recebida pela atriz tenha relação com a doença, embora seja fato que houve uma injeção na região próxima à medula, que pode ter contribuído para causar a inflamação.

“A raquianestesia é segura e utilizada há muito tempo na medicina. O que tem que ser levado em conta neste caso não é somente a anestesia, mas uma conjunção de fatores, já que a aracnoidite é uma patologia extremamente rara que depende de uma resposta inflamatória exacerbada do paciente”, afirma Vilasboas.


Sintomas e desenvolvimento da doença

Qualquer corpo estranho que tenha contato com a aracnoide pode desenvolver um processo inflamatório na membrana, explica o neurocirurgião Alexandre Elias, neurocirurgião especialista pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia. “Mas, em algumas pessoas ocorre uma inflamação exacerbada, que pode levar a um quadro muito grave, enquanto em outras os sintomas podem desaparecer com o tempo”, explica.

Como a doença pode demora para se manifestar, nem sempre é fácil o diagnóstico, que vai depender dos sintomas apresentados.


No geral, somente quando surgem dores locais ou dificuldade de locomoção, é que as pessoas procuram um médico, explica Elias.


A inflamação pode ser detectada por exames de ressonância magnética e, dado o diagnóstico, o tratamento é individualizado, de acordo com o grau da inflamação, afirma Elias. “Algumas pessoas são tratadas com corticoides, mas não é um diagnóstico fácil. A cirurgia é somente em último caso, porque ela própria pode causar inflamações na região”, explica.


Está sofrendo com alguma dor?

Então, comece pelo início.


Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia. É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.


Marque também um Tele-atendimento. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.


Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nosso método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!


#drgiulianomartins #onefisioterapia #dornascostas #herniadedisco #ciatico #artrose #escoliose #pilates #quiropraxia #fisioterapia #crossfisio #metodologiaone #dornociatico #aracnoiditetoracica #nervociatico #dorciatica