FISIOTERAPIA CURITIBA

Atualizado: 27 de Ago de 2020

A fisioterapia ajuda a restaurar o movimento e a função quando alguém é afetado por lesão, doença ou incapacidade.

Os fisioterapeutas ajudam as pessoas afetadas por lesões, doenças ou deficiências por meio de movimentos e exercícios, terapia manual, equipamentos, educação em dor e aconselhamento. 

Eles mantêm a saúde de pessoas de todas as idades, ajudando pacientes a controlar a dor e prevenir doenças.

A profissão ajuda a incentivar o desenvolvimento e facilitar a recuperação, permitindo que as pessoas permaneçam no trabalho enquanto as ajudam a permanecer independentes pelo maior tempo possível.



A fisioterapia é uma profissão baseada na ciência e adota uma abordagem de "pessoa inteira - corpo como um todo" para a saúde e o bem-estar, que inclui o estilo de vida geral do paciente.

No centro está o envolvimento do paciente em seus próprios cuidados, através da educação, conscientização, empoderamento e participação em seu tratamento.


Você pode se beneficiar da fisioterapia a qualquer momento da sua vida. A fisioterapia ajuda com dores nas costas ou lesões súbitas, gerenciando condições médicas a longo prazo, como asma , e na preparação para o parto ou um evento esportivo.

Os fisioterapeutas usam seus conhecimentos e habilidades para melhorar uma variedade de condições associadas a diferentes sistemas do corpo, como:

  • Neurológico ( acidente vascular cerebral , esclerose múltipla , Parkinson )

  • Neuromusculoesquelético ( dor nas costas , tendinites, pós operatório, distúrbio associado a lesão em chicote, lesões esportivas , artrite, artrose e etc.)

  • Cardiovascular ( doença cardíaca crônica , reabilitação após ataque cardíaco )

  • Respiratório ( asma , doença pulmonar obstrutiva crônica , fibrose cística).

Os fisioterapeutas trabalham em uma variedade de especialidades em saúde e assistência social . Além disso, alguns fisioterapeutas estão envolvidos na educação, pesquisa e gestão de serviços.


Qual a função de um fisioterapeuta? 

Fisioterapeutas estudam a ciência do movimento. Eles aprendem a identificar as CAUSAS principais de uma dor ou lesão e assim aplicar o melhor tratamento utilizando tecnologia e recursos manuais.


Quando devo ir a um fisioterapeuta?

Sempre que você tiver uma DOR, por menor que seja. Lembre-se que as dores tendem a aumentar e as patologias tendem a se agravar por a gente negligenciar uma sinal importante que o corpo dá que é a DOR.

Evite tirar o sinal que seu corpo te dá (DOR) utilizando medicamentos sem prescrição médica e sem conversar com seu Fisioterapeuta.

Se você está sentindo alguma dor, mesmo que seja uma dor leve, isso indica que existe algo de errado. Pode ser uma contratura muscular, uma sobrecarga mecânica, estiramento, má postura, enfim, há algo de errado e seu corpo lhe avisa por meio da dor. Se você tira a dor, você tira o sinal que seu corpo está te dando e com isso a patologia agrava e a dor retorna mais forte!


Pense em fazer fisioterapia se você tiver uma lesão ou dor aguda/crônica que afeta como você funciona todos os dias. Os médicos geralmente indicam a fisioterapia na maioria dos casos de dores agudas ou crônicas e processos de reabilitação pós cirúrgica. Se você planeja usar o seu plano de saúde para ajudar a cobrir os custos da fisioterapia, lembre-se de visitar o site da companhia de seguros e se inteirar sobre quais procedimentos e serviços são oferecidos pelos Fisioterapeutas conveniados a seu plano

Geralmente, esses atendimentos são indicados para casos mais simples, os atendimentos são feitos em grupo, os profissionais são recém-formados ou estagiários e os aparelhos não são os mais modernos.



Quais problemas os fisioterapeutas tratam?

Os fisioterapeutas se concentram na prevenção e na reabilitação. O tratamento pode ser para problemas causados ​​por lesão, doença ou incapacidade. Aqui estão alguns exemplos:

  • Crise de ciático, Hérnia de disco, Dor no pescoço e nas costas causada por problemas nos músculos e esqueleto;

  • Problemas nos ossos, articulações (lesão de menisco, tendinites, bursites), músculos e ligamentos, como artrite, artrose e efeitos secundários da amputação;

  • Problemas pulmonares, como asma;