HÉRNIA DE DISCO - COMO ALIVIAR A DOR ATRAVÉS DO MOVIMENTO?

Neste texto iremos abordar os mais diversos aspectos da Hérnia de Disco para entender e ficar por dentro de tudo o que você, como profissional da reabilitação, deve saber sobre essa patologia.


A seguir, veremos sobre a origem, os sintomas, os fatores de risco, os tratamentos e alguns exercícios para aliviar as dores provocadas pela Hérnia de Disco. Vamos lá?


Desde os tempos de homens da caverna até os dias atuais, nosso corpo passou pela evolução de uma posição quadrúpede para a posição ereta, em pé. Então, até completar todo esse processo evolutivo, a estrutura óssea e muscular do corpo humano se modificou muito para comportar a carga e o peso do nosso físico.


Na era paleolítica, os seres humanos eram obrigados a sair em busca do sustento; para isso, necessitavam subir em árvores, lutar contra animais selvagens e inúmeras outras atividades que tornavam suas condições físicas naturalmente superiores às que temos hoje.


Porém, hoje em dia, levamos um estilo bem diferente do que naquela época. Atualmente, temos tudo ao alcance de nossas mãos, conseguimos até mesmo acender uma luz com um simples toque do celular. Entretanto, toda essa tecnologia pode custar caro quando o assunto é a nossa saúde.

O “surto” de pessoas com Hérnia de Disco que presenciamos, prova que este novo estilo de vida pode ser prejudicial ao nosso corpo.


A importância do movimento

Nunca tivemos tantos casos de problemas relacionados à coluna na história, e isto está relacionado com o nosso estilo de vida cada vez mais cômodo e inativo. Nem as crianças se interessam mais em curtir um lindo dia de sol para brincar na rua, jogar bola, brincar de pique e exercer atividades simples que são de extrema importância para o bom desenvolvimento motor e muscular.

Em questão de movimento, nós, humanos, somos seres completamente inteligentes. Nenhum outro ser vivo é capaz de reproduzir tantos movimentos complexos como nós, ou seja: somos capazes de ir além do básico.

Nós temos a habilidade de raciocinar movimentos complexos como:

  • Mirar um chute para acertar o gol;

  • Nadar;

  • Fazer acrobacias dentro da água formando aqueles belos movimentos que podemos ver na ginástica rítmica.

Portanto, quando deixamos de fazer esses movimentos funcionais, aqueles que são fundamentais para a realização das atividades de vida diárias, estamos contribuindo para que o próprio corpo faça adaptações.


Nosso corpo tem a capacidade suficiente para se adaptar sozinho. O problema é que, muitas vezes, esta adaptação pode gerar problemas, tais como encurtamentos na musculatura e desajustes osteomusculares em todo o corpo. Logo, estas mudanças contribuem para o aparecimento de problemas nas nossas articulações.


Sempre que um músculo ou uma parte do seu corpo não realiza uma função que deveria realizar, outras partes do seu corpo tentam compensar este movimento. Entretanto, o problema é que, muitas vezes, isso acaba sobrecarregando algumas estruturas físicas. Assim, essa sobrecarga pode gerar dores na coluna, dores lombares e até mesmo a Hérnia de Disco.



Prevalência da Hérnia de Disco nos dias de hoje

Estimativas mostram que até 80% da população apresenta algum episódio de dor nas costas em algum momento da vida. Ruim este número, né?

Mas o lado bom dessa situação é que a grande maioria desses problemas que acometem a coluna podem ser resolvidos apenas com exercícios e alongamentos.


Cerca de 15 minutos de exercícios e alongamentos feitos em casa já são o suficiente para prevenir ou curar a maioria das dores nas costas.

Portanto, hoje vamos conversar um pouco mais sobre a Hérnia de Disco, esta condição muito comum que leva diversas pessoas todos os dias a procurarem profissionais do movimento pedindo ajuda.


Estima-se que 2% a 3% da população pode vir a ser acometida com Hérnia de Disco ao longo de sua vida, sendo esta patologia mais comum em homens (4,8%) do que em mulheres (2,5%). Além disso, a hérnia de disco tem maior incidência em pessoas com mais de 30 anos de idade.


Quais são os sintomas da Hérnia de Disco?

Os sintomas são variados de acordo com o grau em que está a hérnia de disco, e qual região da coluna houve a herniação.


Lembrando que a hérnia pode ocorrer em qualquer parte da coluna, mas elas são mais comuns na região cervical e lombar. A região torácica é a parte menos acometida por essa patologia, pois sofre menor movimentação.


Dentre os sintomas da Hérnia de Disco, pode ocorrer desde dores leves a intensas, perda de força e formigamento. As dores podem irradiar para a perna também.


Portanto, se a hérnia estiver na região cervical, os sintomas se refletirão mais nos membros superiores. Da mesma forma, se a hérnia estiver na região lombar, os sintomas estarão nos membros inferiores.


Como é feito o diagnóstico da Hérnia de Disco?

Primeiro, é importante ter em mente que quem faz o diagnóstico clínico, ou seja, interpreta os exames de imagem e faz a conclusão se você tem ou não Hérnia de Disco, é o médico.

Assim, o fisioterapeuta e o professor de educação física serão os profissionais que, por meio de testes e uma criteriosa avaliação, serão responsáveis pelo seu diagnóstico cinético funcional, ou seja, avaliarão o seu:

  • Grau de força muscular;

  • Movimentação;

  • Nível de dor;

  • Nível de comprometimento.

E o mais importante de tudo que estes profissionais fazem é tratar a causa do seu problema!

Lembre-se que a Hérnia de Disco é a consequência de problemas estruturais do seu corpo. Ou seja, de nada adianta tomar remédio se a causa do seu problema não for resolvida.


Portanto, o profissional do movimento vai investigar e tratar a causa do seu problema; ele deve lhe orientar para corrigir sua postura, fortalecer seus músculos e melhorar suas articulações através de movimentos seguros.


Logo, este profissional estará apto a preparar e direcionar o melhor tipo de exercício para você, que se encaixe no seu perfil e nas suas condições físicas.

Uma forma rápida e barata de ser atendida por um fisioterapeuta preparado é por meio de consulta online.


Fui diagnosticado com hérnia de disco, e agora? Hérnia de Disco precisa de cirurgia?

Bom, fique calmo, pois hoje em dia existe uma infinidade de tratamentos e a cirurgia para hérnia de disco só é indicada quando não se tem bons resultados com tratamento conservador. A cirurgia só será uma alternativa quando o tratamento baseado em exercícios e medicamentos não tem nenhum efeito.


Como já dissemos antes, os exercícios de Hérnia de Disco ajudam a maioria dos casos.

A cirurgia de hérnia discal consiste em retirar a parte do disco que saiu e que está causando a compressão das raízes nervosas.


A Hérnia de Disco tem cura? A patologia regride? Terei vida normal com Hérnia de Disco?

Você sabia que muitos estudos recentes têm concluído que a maioria de casos de hérnia podem regredir espontaneamente?

É claro que depende do seu organismo e do grau em que sua hérnia se encontra, além dos hábitos de exercícios e alimentação. Mas é isso mesmo que você leu: a hérnia de disco pode se curar naturalmente.

Então se você se comprometer com o tratamento, as suas chances de melhora são muito grandes.


Como aliviar a dor da Hérnia de Disco?

Antes de falar sobre movimentos que aliviam a hérnia de disco, vamos pontuar algo importante: para tratar suas dores através do movimento, você deve sempre procurar um profissional, pois ele vai eleger os melhores exercícios para seu tipo de hérnia.


Exercícios simples para Hérnia de Disco

  • Alongamentos

Em pé, estique seus braços acima da cabeça, entrelace os dedos, imagine que tem uma linha te puxando para cima, permaneça nessa posição por pelo menos 30 segundos.

Em seguida, desça os braços até alcançar as pontas dos dedos dos pés, ficando na posição pelo menos 30 segundos.


Na posição deitada, dobre seus joelhos e lentamente abrace suas pernas levando em direção ao peito. Fique na posição também por 30 segundos. Este exercício pode ser realizado deitado em qualquer superfície, pode ser feito antes mesmo de levantar da cama!

Então não tem desculpa para não fazer, hein!


Esse alongamento ajuda na descompressão das vértebras da região lombar e nos casos de rigidez matinal, que é aquela dificuldade de realizar alguns movimentos nas primeiras horas da manhã.

Ajoelhe-se até o quadril ficar apoiado nos seus calcanhares, a partir dessa posição leve seu braço à frente e estique o mais longe que conseguir.


  • Corrigindo a respiração

Essa técnica serve para que seu corpo relaxe e alivie a tensão nas vértebras lombares.

Posicione uma mão no tórax e uma mão na barriga. Inspire o ar e tente movimentar somente a mão da barriga sem levar a respiração lá para o tronco.

Podemos associar essa técnica com a mobilidade pélvica: inspira e enche a mão da barriga de ar, solta o ar e cola as costas lá no chão.

Repetições: 1 a 2 minutos.


  • Estabilização de Tronco

Esse exercício serve para alongar e fortalecer os músculos do tronco, ao mesmo tempo.

Fique na posição de 4 apoios (mãos e joelhos o chão - cachorrinho)

Retire braço e perna contra-laterais, ou seja, um braço de um lado e uma perna do outro lado. Estique à frente como se quisesse alcançar algo que esteja a sua frente e algo que esteja atrás de vocês, mas bem distantes.

Não faça força para elevar o membro para cima, e sim para longe.

Repetições: 12 vezes de cada lado.


  • Alongamento de Glúteo Unilateral

O alongamento de glúteo unilateral serve para alongar os músculos da parte de trás da sua coxa, glúteo e relaxar o quadril.

Deitado de costas no chão, puxe uma perna em direção ao tronco, segure logo acima do joelho, mantendo o joelho em flexão e estique a outra perna. Segure de 30 a 60 segundos e mantenha a respiração na barriga, como já foi ensinado, ao invés do tórax.

Repetições: 10 vezes de cada lado.


  • Mobilização da coluna em Flexão e Extensão

Esse exercício serve para alongar os músculos de sua coluna lombar e costas, além de promover relaxamento e aliviar tensão e dores na região das costas, especialmente para quem tem Hérnia de Disco.

Em quatro apoios, expire soltando ar e faça um “C” com a coluna, olhando no umbigo, contraindo o glúteo. Inspire, retornando ao centro e fazendo a extensão, olhando para cima, estendendo toda a coluna, expire fazendo um “C” com a coluna olhando em direção ao umbigo.

O movimento deve ser lento, controlado e passando da flexão para extensão com calma e controle de movimento.

Repetições: 10 vezes.


Já fiz de tudo, mas a dor da hérnia não melhora, será que é coisa da minha cabeça?


A ciência vem mostrando que, cada vez mais, a dor, seja ela relacionada ou não às Hérnias de Disco, está intimamente ligada ao sistema de alarme no cérebro.


Sim, nosso cérebro possui um incrível sistema de alarme que, quando acionado, libera substâncias que são capazes de nos avisar quando estamos em alguma situação de perigo.


Um bom exemplo é quando queimamos a mão por acidente e rapidamente retiramos do local quente. Essa situação demonstra que o sistema de alarme do nosso corpo dispara impulsos nervosos para que a gente retire a mão e não tenha se machuque mais ainda.


Portanto, sentir dor é um mecanismo de defesa e é uma forma de proteção do nosso corpo, para que não tenhamos uma lesão pior. A dor é uma forma de te avisar que seu corpo está doente.


É possível viver bem com hérnia de disco

Se você foi diagnosticado com Hérnia de Disco, não se desespere. Como foi dito no começo da nossa conversa, hoje em dia existem inúmeros tratamentos conservadores e você pode experimentá-los para entender qual você se identifica mais.


Como já foi dito diversas vezes, o exercício em casa ajuda muito a diminuir dores na coluna e melhorar a sua hérnia de disco.

Sabia que muitas pessoas têm hérnias e nem sabem? Sabia que tem gente sem dor nenhuma, mas se o médico falar que esta pessoa tem hérnia, ela começa a sentir dor na hora?


Cuidado com o que você traz pra dentro de si!

Se preciso, reveja alguns conceitos de sua vida. Lembre-se sempre que você não é seu diagnóstico; sua coluna é o suficientemente forte e incrível. Ela foi feita para te sustentar, te ajudar a abaixar e fazer todos os movimentos que são naturais do nosso corpo, desde os tempos primórdios.


Novamente eu aconselho: faça alongamentos e exercícios, mesmo que em casa.


E por último não menos importante: repouso não é a melhor solução, quanto mais tempo você passar sem movimentos, mais os seus músculos vão perdendo força e ficando cada vez mais contraídos. Repouso não é tratamento!


Repouso é indicado somente para casos extremos. Portanto, não desperdice sua qualidade de vida, quando o assunto é a sua saúde não há tempo a perder.


Conclusão

A Hérnia de Disco é um problema muito comum hoje em dia, devido principalmente aos maus hábitos de vida. Mas o diagnóstico dessa patologia pode não influenciar no seu cotidiano do indivíduo, permitindo que, na maioria dos casos, você possa continuar com sua rotina normalmente.


Muitos estudos atuais demonstram que a prática de atividade física é de extrema importância para o tratamento de dores, sendo eleito o primeiro recurso para auxiliar em diversos problemas.


E é isso mesmo que você leu: exercício é o primeiro tratamento para Hérnia de Disco.

A cirurgia só é feita em último caso, quando não se tem a melhora dos sintomas com o tratamento conservador.

Em nenhuma outra época como esta que estamos vivenciando, em que fomos forçados a adquirir novos hábitos cada vez mais sedentários, somos obrigados a nos adaptar a uma nova rotina de exercícios em casa. Portanto, mãos à obra! Sua saúde não pode esperar!


ATENÇÃO

Se você tem dor, NÃO se auto-medique sem saber a causa das suas dores.

Não existe medicamento mágico, pomada, massagem, técnica revolucionária, exercício único! Esqueça isso!

Não existe receita de bolo, ou seja, cada paciente precisa de um tratamento específico para seu caso e por isso uma avaliação é fundamental!

Outra coisa, você pode até fazer um exame, mas não acredite em tudo que vai ler!

Leve este exame a um bom profissional que saiba ler e interpretar bem o laudo, mas faça principalmente uma boa Avaliação Física utilizando testes Ortopédicos e Neurológicos com embasamento Científico! Só assim você vai tratar o que de fato te causa dor!

No passado as pessoas eram obrigadas a sofrer, pois estas patologias não tinham cura e nem tratamento. Mas as pesquisas e estudos avançaram e hoje a Fisioterapia já está conseguindo ajudar a eliminar as dores.

Aqui na clinica (ONE FISIOTERAPIA), realizamos esse processo e estamos colhendo muitos depoimentos de pacientes que estão ficando cada vez mais satisfeitos com os resultados.

Clique AQUI para ver os depoimentos.

Está sofrendo com dor?

Então, comece pelo início.

Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia. É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também um Tele-atendimento. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar todas as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nosso método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!

#drgiulianomartins, #onefisioterapia, #crossfisio, #metodologiaone, #fibromialgia, #pilates, #quiropraxia, #fisioterapia, #ribeiraopreto, #curitiba, #dorcronica, #doraguda, #fisioterapiaesportiva, #quiropraxiaribeiraopreto, #fisioterapiaribeiraopreto, #pilatesribeiraopreto, #quiropraxiacuritiba, #fisioterapiacuritiba, #pilatescuritiba, #crossfit, #dornopescoço, #alongamento, #cervicalgia, #cirurgiadecoluna, #herniadedisco, #artrose, #bicodepapagaio, #terapiamanual, #estenose.

30 visualizações0 comentário