4 EMPRESAS QUE SOBREVIVERAM A PANDEMIA UTILIZANDO MÉTODOS QUE VOCÊ NEM IMAGINA

Com o atual cenário, gerado através do surgimento da Crise do Coronavírus, muitas empresas tiveram que encontrar soluções reais para desafios que surgiram no âmbito econômico, empresarial, social e cultural.


Considerando a impossibilidade de contato direto e a necessidade de um consumo mais digital, muitas empresas promoveram alternativas para suprir as necessidades de seus clientes, mostrando que soluções digitais, apesar de serem constituídas de componentes tecnológicos, se constroem de pessoas e promovem a vida delas.



Até o final de março de 2020, 89% dos pequenos empresários brasileiros haviam registrado queda no faturamento em razão dos impactos da pandemia do novo coronavírus. Dentre os mais afetados, estão os do setor do Turismo (88% de variação no faturamento), de Eventos e Produções Artísticas (86%), seguidos pelos de Moda, Artesanato, Beleza, Academias, Serviços Educacionais e de Alimentação.


Para manter a saúde financeira do negócio em dia, a orientação é negociar despesas e prazos, renegociar com parceiros e fornecedores e também reavaliar as possibilidades no que diz respeito às relações trabalhistas – tendo em vista a flexibilização autorizada pelo governo.


Para ir além, é preciso ter, afora a resiliência, estratégia, reinvenção e ação. E tudo isso pode ser mais simples do que você imagina.


Visando informar como a inovação tem ocorrido na prática, no post de hoje eu conto a história de 4 empresas que se reinventaram durante a pandemia da COVID-19.

Veja a seguir.


LU ESTÉTICA – PARACATU (MG)

A clínica oferece serviços como depilação, design de sobrancelha, massagens com fins estéticos e fisioterápicos, podologia, tratamentos faciais, dentre outros. Muitas das sementes que ela havia plantado nos últimos anos deram frutos exatamente agora, durante a pandemia. Isso porque Luciene já estava investindo havia anos em cursos de aperfeiçoamento na área de Marketing Digital e na oferta de cursos on-line.


Com isso, assim que fechou temporariamente as portas, a clínica se voltou aos cursos on-line com mais força. Alguns têm alunos de todos os estados do Brasil e até internacionais – e às consultorias pelas redes sociais.


BAR DOS AMIGOS – MONTES CLAROS (MG)

O que fazer quando a essência do seu negócio é a aglomeração de pessoas e o entretenimento?


Buscando driblar a crise, Thiago apostou em algo que já vinha implantando desde o final do ano passado: levar o boteco até a casa das pessoas por meio do delivery. “A ideia veio de observar o mercado e perceber que havia essa demanda. Ninguém oferecia o serviço de boteco em casa”.

Além dos pratos, ele garante as bebidas geladas e passou a oferecer também um pacote de happy hour para empresas e grupos de amigos. A empresa passou a oferecer também delivery de almoço durante a semana e aos domingos, dias que vêm registrando a maior receita da casa.


HOMESHOCK – BELO HORIZONTE (MG)

Empresa especializada em instalação de alarmes e redes de segurança em residências, condomínios e empresas. O impacto inicial da pandemia em seu negócio foi mais evidente na inadimplência dos clientes.

Por outro lado, com muitas pessoas indo para as casas de fim de semana ou para fazendas e sítios, a procura por segurança em residências na cidade registrou aumento. Principalmente com a maior incidência de arrombamentos. As lojas e os bares também passaram a estender o período de vigília em seus estabelecimentos. De 15 horas em média, agora a segurança passou a ser feita durante 24 horas por dia. Com isso, apesar dos desafios, a receita da Homeshock aumentou durante a pandemia.


RESTAURANTE METRÓPOLE – BELO HORIZONTE (MG)

Há 5 anos, serve comida contemporânea à la carte em Belo Horizonte. Por se tratar de um restaurante de gastronomia mais refinada, o estabelecimento fazia algumas entregas por delivery, mas esse não era o foco do negócio.

Desde que o restaurante interrompeu as atividades presenciais, a dona do Metrópole, foi para a linha de frente e assumiu, sozinha, a cozinha para as entregas por delivery. No entanto, sua receita caiu vertiginosamente. Fernanda percebeu, porém, que as vendas de bolos e doces registraram um pequeno aumento, fato que ela atribui à necessidade que as pessoas vêm sentindo de comer alimentos feitos com afeto, com história.


Essas guloseimas ganharam ainda mais o gosto dos clientes durante o período de distanciamento social, e Fernanda decidiu, então, voltar-se para a sua grande paixão, a confeitaria.

Embora a confeitaria já estivesse nos seus planos, Fernanda confessa que não teria feito essa guinada nos negócios se não fosse a pandemia. “O momento faz a gente pensar.


Espero que tenha gostado das dicas de hoje, e se você tem uma empresa, um escritório ou se você é um profissional da área da saúde e quer mais resultados nas redes sociais, quer melhorar a gestão do seu negócio, quer vender mais ou quer simplesmente aprender mais sobre Empreendedorismo, Gestão, Marketing Digital, Branding e Organização Pessoal, tanto aqui no meu blog quanto no meu instagram e no meu canal do YouTube eu posto todos os dias alguma dica bem bacana como essa que você acabou de ler.

Mas se você não encontrar o que deseja, pode me mandar uma mensagem clicando aqui que eu farei questão de produzir um texto e um vídeo bem bacana para te ajudar.

#giulianomartini #gestaoemsaude #gestaodenegocios #mentoriadenegocios #socialmedia #perfilestrategico #planejamentopessoal #mktdigital #business #midiassociais #redessociais #pandemia #superaracrise

3 visualizações0 comentário