CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTO DA LORDOSE

Atualizado: 5 de nov. de 2021

O que é?

A Lordose é uma curvatura comum que todas as pessoas têm na coluna vertebral. Ela aparece em dois locais: na coluna cervical, na região do pescoço, e na coluna lombar, que fica bem acima da região pélvica. Essas pequenas curvas não atrapalham em nada a qualidade de vida do ser humano. O problema surge quando há uma curvatura excessiva nessas regiões, condição chamada de Hiperlordose, mas que ficou conhecida popularmente apenas como Lordose.

A Lordose mais conhecida é a Lordose da lombar, que deixa a pessoa com a pelve mais proeminente. Em outros termos, ela é a curvatura fisiológica côncava posterior. Visualmente é como se a coluna lombar formasse uma letra “C” para dentro do corpo, ‘empurrando’ a barriga para frente.

O segundo tipo de hiperlordose é chamado de Lordose cervical. O resultado dessa curvatura excessiva é a projeção da cabeça para frente.


Lordose, hiperlordose, dor nas costas, desvio postural, lombalgia, dor lombar

Quais as causas?

A Cifose (ou Hipercifose) é outra condição de desvio anormal da coluna vertebral. Ela ocorre na coluna torácica e resulta em uma “corcunda” acentuada. Muitos casos de Lordose são consequência de casos de Cifose. É como se o corpo tentasse compensar um dos desvios causando outro.

Outra causa comum da Lordose é a região abdominal fraca, normalmente resultado de uma vida pouco ativa, sem prática de exercícios físicos. Essa fraqueza muscular resulta na dificuldade de sustentar uma boa postura por muito tempo, principalmente por conta da dor nas costas. Quando o incômodo aparece, o automático é ‘jogar’ essas estruturas para frente buscando aliviar a dor.

O problema que resulta em Lordose pode também morar na região pélvica. Se a pelve está em uma posição incomum, como nos casos de anteversão pélvica ou femoral, pode ocorrer o surgimento da Lordose lombar.

É bastante comum que pessoas obesas apresentem casos de Lordose, tanto cervical quanto lombar. Isso acontece basicamente porque o peso do corpo altera seu equilíbrio, já que ele precisa carregar mais do que aguenta, fazendo com que medidas de emergência sejam tomadas para que ele se mantenha estabilizado.

A Espondilolistese, um deslizamento de uma vértebra em relação à outra, também pode resultar em Lordose, principalmente na coluna lombar. Alguns casos da condição também são identificados em pacientes com Osteoporose.


Sintomas e Diagnóstico

Dor nas costas e curvatura excessiva para dentro da coluna cervical ou lombar. Esses são os principais sintomas de quem apresenta Lordose.

É comum que a pessoa com Lordose sinta-se mais à vontade sentada ou deitada, já que essas posições aliviam a curvatura. Ficar em pé por muito tempo ou realizar atividades que exijam a correção dos desvios (exercícios de alongamento, por exemplo) podem causar a Lombalgia e a vontade de mudar de posição para amenizar a dor.

Quando os sintomas surgirem, é importante procurar um médico ou fisioterapeuta para evitar que a situação se agrave e as atividades mais rotineiras fiquem cada vez mais complicadas.

O especialista realiza um exame clínico, onde apura os sintomas e faz um exame físico analisando a coluna vertebral do paciente. O exame que ajuda a concluir o diagnóstico de Lordose é a radiografia (raio-X). Se houver necessidade, o médico pode solicitar também uma radiografia panorâmica e até uma ressonância magnética.


Tratamentos

Geralmente, os médicos e fisioterapeutas indicam o tratamento conservador (não cirúrgico) para os casos de Lordose. A combinação de métodos pode incluir a prescrição de analgésicos para a dor e anti-inflamatórios, de acordo com a necessidade, uso de órteses (coletes) e fisioterapia.

A Reeducação Postural Global (RPG), Pilates e Treinamento Funcional, apresentam bons resultados no tratamento da Lordose. O fortalecimento da musculatura CORE, músculos do centro do corpo que sustentam a região do quadril, pélvis e lombar, e o alongamento são essenciais na hora de preparar o corpo para a postura correta.

Alguns casos raros, que não apresentaram melhora com a fisioterapia, e que tem uma curvatura muito acentuada, podem receber indicação de órtese (colete) e até de cirurgia, como forma de tratamento.


Dica do Fisioterapeuta

Espero que tenha gostado da matéria.

Fique sempre atento(a), pois postamos diariamente um texto novo com dicas sobre saúde e bem estar e principalmente sobre tratamentos, patologias e muita informação sobre Coluna, Joelhos, Ombros, Quadril e outras articulações.


E se você, nesse momento, está sofrendo com dores no corpo, está deixando de praticar atividade física por conta de lesões ou desconfortos, ou está deixando de aproveitar a vida, passear e curtir a família por causa das dores, cuidado! Você não pode perder qualidade de vida por conta de uma Hérnia de Disco, Bursite, Tendinite ou outra lesão qualquer.


Não deixe que a dor tome conta de você!

Busque tratamento rápido e volte a viver como antes. Se quiser conhecer nossos serviços, nossa equipe ou quiser simplesmente fazer um tele-atendimento, clique AQUI e fale agora mesmo com nossa equipe.

Iremos disponibilizar um dos nossos Especialistas para cuidar de você.


Agende AGORA sua consulta clicando aqui.


Até breve!


#onefisioterapia #drgiulianomartini #osteopatia #quiropraxia #pilates #treinofuncional #recovery #fisioterapiaespecializada #fisioterapiaesportiva #dorcronica #escoliose #dornascostas #hiperlordose #lordose

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
icon-whatsApp.png