COMO TER MAIS RESULTADOS NAS REDES SOCIAIS E AUMENTAR AS VENDAS?

Suas campanhas não estão performando bem?

Seu site está com baixo tráfego?

As vendas estão estagnadas?



Bom, esses são alguns, dentre as várias dores de cabeça que as empresas possuem quando estão investindo no digital. No entanto, muitas delas são causadas por erros de marketing que são bastante comuns e podem ser evitados, por isso, algumas dicas podem ser o suficiente para você parar de desperdiçar seu tempo e dinheiro.


HOJE eu vou te ajudar a descobrir quais erros de marketing as pessoas cometem SEM PERCEBER e com isso acabam gastando muito dinheiro, mas não conseguem alcançar os resultados que desejam.


1- Não saber quem é a sua persona

Você já deve ter visto que eu sempre falo da importância da persona para qualquer planejamento. Isso porque, por incrível que pareça, muitos profissionais de marketing e empreendedores de diferentes empresas não dão a importância necessária a eles.


Para conseguir ser mais assertivo, construa a sua persona com base em dados e informações que realmente existam. Faça um levantamento de quem são as pessoas que já compraram o seu produto/serviço e busque ter informações que possam ajudar na hora de construir os seus argumentos que vão ajudá-lo nas vendas, como:

Gênero;

Idade;

Profissão;

Como os seus produtos/serviços ajudam essas pessoas;

Quais foram os argumentos que a convenceram a comprar;

Hábitos;

Mídias em que estão presente;

Principais influenciadores.


Pare de adiar a construção da sua persona, pois ela será um dos pilares para criar soluções mais assertivas na sua empresa.


E se o seu negócio não tiver a persona bem definida?

Se essa for a sua dor, provavelmente o seu “sensor” deve ter te alertado da importância em ter a sua persona bem definida.


Empresas que ainda têm esse problema, geralmente não conseguem se comunicar muito bem com o público e os conteúdos produzidos não atingem os resultados esperados. Isso acaba refletindo em baixa conversão de leads, vendas estagnadas e engajamento pífio nas redes sociais.


2- Captação de leads pouco significativa

Primeiro vamos por partes. Leads são pessoas que em algum momento visitaram o seu site e deixaram as informações dela para você, a mais comum é o e-mail, mas pode ser número telefônico, por exemplo.

Para obter essas informações, é muito comum que empresas ofereçam conteúdos que sejam do interesse da persona (viu como é importante conhecer a sua?), como um e-book com dicas ou um infográfico com informações valiosas.


Dessa forma, a sua empresa consegue entrar em contato com o lead posteriormente. Com a estratégia de inbound marketing, por exemplo, é possível nutrir o seu lead com informações, materiais e conteúdos que são do interesse dele, até que ele compreenda o real valor dos seus produtos e passe a demonstrar interesse para que assim, ele saia de lead para se tornar um cliente.


Assim, você está formando uma base de contatos interessados no seu produto ou serviço.

Dessa forma, é importante ter um bom software que possa armazenar contatos e continuar se relacionando com a sua base de leads.


Captar leads é tão importante assim?

E muito! Se a empresa não se preocupa em gerar leads, ela irá perder oportunidades comerciais, desperdiçar recursos, ficar sem uma visão de ROI, enfraquecimento de marca, gerar uma experiência ruim – pois existem casos que a pessoa queria converter, por exemplo.


Se a sua empresa não conseguir criar uma base de potenciais clientes que esteja sempre crescendo, é provável que o seu negócio fique estagnado.


3- Compra de listas de e-mail

Essa é uma tática que não funciona, mas muitas empresas, infelizmente, ainda insistem no erro. Mesmo que uma lista pareça atrativa pela sua quantidade de e-mails, não são endereços de pessoas que demonstraram interessadas no seu produto. Dessa forma, as chances de conversão em vendas são ínfimas.


A maioria das pessoas que recebem e-mails não autorizados ou indesejados simplesmente os ignoram e ainda marcam como spam.

Portanto, evite adotar essa prática, pois ela não rende bons resultados e ainda traz má fama para sua marca. No momento de gerar leads, procure fazer uma segmentação, para transformar o seu mailing em um ativo valioso.


Você pode optar por um filtro básico de clientes, prospects ou ex-clientes. Ou até mesmo, categorizar com base no conteúdo que essa pessoa consumiu no seu site.


“Mas e se eu comprar uma ou outra lista?”

Além de fazer com que você perca tempo, mandar e-mails para o que chamamos de base suja, pode impactar negativamente o desempenho de suas campanhas de marketing, pois os softwares de envio de e-mails compreenderá que você está enviando spam para as pessoas


Imagine que chegue na porta da sua casa diversos vendedores ao longo do dia, oferecendo produtos que você não está nem um pouco interessado e ainda por cima sabem o seu nome! Além de ser errado, é uma prova bem clara de falta de privacidade. Então me diz: quais as chances de você comprar um produto na mão daquele vendedor chato e que você não conhece a procedência?


4- Não ter um bom planejamento

A base para não cometer os demais erros de marketing digital é construir um planejamento estratégico e inteligente. Apenas produzir vários blogposts e publicar nas redes sociais sem o menor planejamento já se mostrou ineficaz e um desperdício de tempo e dinheiro.


Por isso, construa um planejamento de marketing digital com informações que serão chave para tomadas de decisão e direcionamento das estratégias, como:

Objetivos no curto, médio e longo prazo;

Metas;

Métricas;

Persona;

Benchmarking;

Orçamento disponível;

Planejamento de mídia.


Lembre-se de construir um planejamento que seja alcançável, ou seja, com estimativas que sejam compatíveis com a realidade da empresa, ou estará cometendo mais um dos erros de marketing digital.

Para isso, lembre-se de deixar o planejamento ao alcance dos responsáveis pelas tarefas, para que eles possam estar ciente do que precisam fazer e também se planejar.


Mas como vou saber o que é um “bom planejamento”?

Não existe uma receita de bolo para que o planejamento seja perfeito. Eles mudam de acordo com o porte e segmento em que a empresa atua. O ideal é você ter um documento que seja de fato útil e que não fique apenas na gaveta.


Se você não tem feito uso do planejamento ao longo do ano, isso pode significar que talvez ele não tenha sido construído de forma tão útil quanto você achou que seria.


5- Não realizar o monitoramento dos resultados

Uma ação que precisa se tornar hábito para qualquer empresa que quer diminuir o número de erros no marketing digital é sem dúvida monitorar os resultados. E esse monitoramento se diz respeito a qualquer ação referente a:


Como estão as campanhas de links patrocinados;

Tráfego no site;

Métricas do site e das redes sociais;

Fontes de aquisição.


Criar esse hábito de monitoramento ajudará a sua empresa a identificar rapidamente o que está dando certo, o que precisa melhorar e talvez até o que está se tornando perda de tempo.

Dessa forma, os aprendizados permitirão que você possa identificar porque uma campanha não está conquistando bons resultados ou de onde estão vindo as maiores fontes de aquisição para o seu site, por exemplo.


“Mas é que eu esqueço de fazer esse monitoramento…”

E é por isso que esse monitoramento é um dos erros de marketing digital mais comuns, já que muita gente esquece.

Para que isso deixe de ser um problema rotineiro, o ideal é você ter uma mudança no mindset de toda a empresa, para que assim, todos os colaboradores consigam ter essa mentalidade de monitoramento.


6- Conteúdo que não entrega valor

Um grande erro, na hora de definir e elaborar conteúdos, é se equivocar nas temáticas escolhidas e publicar textos que não atraem visitantes. Com o conhecimento sobre o público bem definido, se torna possível evitar esse erro.


De olho no monitoramento de resultados que as redes sociais e os sites oferecem, você pode identificar quais são aqueles que mais te entregam resultados. Mas lembre-se: fique atento às métricas de vaidade, como curtidas no Instagram.


As curtidas são boas? Podem até ser. Mas quais são os conteúdos que mais geram leads e oportunidades de vendas? O ideal é você mesclar formatos de conteúdos produzidos, para não ficar repetitivo, mas ciente de quais estratégias entregam determinado valor.

Por isso, selecione temas que tenham a ver com o seu produto ou serviço e que abordem realmente questões do interesse da sua persona.


“Como saberei se meus conteúdos estão entregando valor?”

Para descobrir os assuntos que mais chamam a atenção do seu público, você também pode verificar quais palavras-chave tem sido mais buscadas, para obter insights dos temas a serem produzidos.


Com o site Google Trends, por exemplo, você consegue ver quais assuntos estão mais em alta, de acordo com o tema.

Já o Answer the Public e o Keywoord Tool você consegue buscar palavras-chaves que são do interesse do seu público, de acordo com um tema e como estão sendo buscados no Google.


7- Não valorizar as redes sociais como deveria

As redes sociais são poderosas ferramentas de relacionamento com os consumidores. No entanto, é preciso ter uma atuação estratégica, para não cair nos erros de marketing mais comuns, como é o caso das métricas de vaidade, citadas anteriormente.


Assim, lembre de atualizar o perfil da sua marca, seja no Instagram, Twitter, Facebook, LinkedIn, ou onde ela estiver, e ser mais estratégico quanto aos conteúdos produzidos e não só publicações soltas.


No entanto, para não cair em mais um dos erros de marketing digital, não deixe o seu site de lado, pois ele também deve te ajudar. O ideal é que as estratégias de atrair novos clientes, tanto nas redes sociais, quanto no seu espaço na internet estejam bem planejadas, pois uma potencializa a outra.


A dica é: seja estratégico com suas redes sociais

Elabore um planejamento de conteúdo que seja estratégico, para isso, lembre-se de organizar:

1. A frequência em que as postagens serão publicadas e um calendário;

2. Os temas que serão divulgados;

3. O responsável pelo agendamento dos posts;

4. Ferramentas utilizadas;

5. O tom de voz que será empregado para interagir com as pessoas.


Dessa forma, será possível alcançar benefícios como: investimentos mais vantajosos, aumento no tráfego, qualificação de leads, diminuição do Custo de Aquisição de Clientes (CAC), constrói autoridade da marca e outros mais.


8- Não ter um marketing data driven

Empresas que querem crescer e evitar erros de marketing digital precisam entender que elas devem ser cada vez mais data-driven.


Se o conceito é novo para você, não se preocupe. Data driven marketing nada mais é do que ser orientado por dados. Dessa forma, todas as ações tomadas serão baseadas em análises inteligentes e precisa de informações geradas pela empresa e/ou pelo mercado.


Empresas que ainda não usam os dados para planejar geralmente gastam muito para obter pouco retorno financeiro, não conseguem dar o passo seguinte rumo ao crescimento e acabam ficando para trás, em relação aos concorrentes.


Por isso, na hora de iniciar uma campanha, por exemplo, veja como as outras criadas se comportaram.

Qual foi o público mais alcançado, em qual região as pessoas mais se interessaram, eles estão clicando no conteúdo e convertendo?

Se for um e-mail que está indo ser disparado, você sabe me dizer qual dia da semana e a hora a taxa de abertura performa melhor?


Ter essas e outras informações serão imprescindíveis para criar seu data-driven marketing.

Mas como ser mais data driven?

O marketing digital conta com inúmeras ferramentas que o ajudam a ser guiado por dados. As próprias redes sociais, já liberam insights valiosos, como perfil dos seus seguidores e horário em que eles costumam ficar mais online.


No entanto, sites como Google Analytics, SEMrush e Ubersuggest, oferecem dados importantes para te ajudar.


9- Não fazer uso do marketing nos momentos de crise

Se teve uma coisa que aprendemos com as tendências de marketing após 2020 e a pandemia do Coronavírus, é que o marketing é uma das principais alternativas para os momentos de crise.


No ano em questão, o e-commerce brasileiro cresceu quase 60%, segundo um estudo realizado entre a ABComm e o Movimento Compre&Confie. Isso reflete bem que as marcas que migraram para o digital conseguiram crescer, ou mesmo manter o faturamento dos anos anteriores, pois conseguiram se adaptar rapidamente e isso deve muito ao trabalho feito por elas no marketing, mesmo que em um primeiro momento precisaram de tempo para desvendar parte do digital.


O termo growth hacking – também chamado de metodologia de crescimento – por exemplo, foi um dos grandes termos buscados no ano, isso porque ele ajudou muitas empresas a superarem momentos de crise e estagnação.


É claro que será preciso reavaliar prioridades, reduzir gastos, adaptar estratégias e atuar de maneira ainda mais estratégica, mas nunca deixe o marketing de lado na hora da crise.


“Mas eu tenho medo de piorar ainda mais”

É claro que tem! Compreendemos que é normal. No entanto, quando se trabalha com um marketing data driven, é muito mais fácil lidar com esses momentos pois você consegue identificar, por meio de dados, o que dá certo ou não.

Dessa forma, minimiza os momentos de tensão, mesmo quando na crise.


10- Não atualizar suas estratégias

Acima eu te expliquei a importância em monitorar os seus dados diariamente. Atente-se, pois isso vale para as estratégias que também dão certo.


Ações nas redes sociais que funcionaram muito bem no início do ano, podem não ser tão eficazes nos últimos meses. Isso acontece porque a forma como as pessoas consomem os materiais na internet mudam constantemente.

Em 2020, por conta da pandemia, vimos o número de brasileiros que passaram a ver conteúdos ao vivo crescer em 4.900% segundo dados do YouTube.


Embora essa tendência se mostra muito mais acentuada, em relação a tantas outras que acontecem, ela é um exemplo para pontuar como o comportamento do consumidor muda de tempos em tempos.

Por isso, não deixe de atualizar também as suas estratégias.


Quem vive de passado é museu.

Quantas empresas clássicas você já viu quebrar porque não conseguiram se atualizar? Pois é, mesmo as grandes, quando não atualizam as suas estratégias estão fadadas ao fracasso, quem dirá as de menor porte.

Não deixe de estar sempre monitorando e atualizando suas estratégias.


11- Não fazer benchmarking

Embora a grama do vizinho nem sempre seja mais verde, é interessante ver o que ele está fazendo para cuidar do seu jardim, certo? Pois é, benchmarking é a prática de conhecer um pouco mais seus concorrentes.


Esse conhecimento pode vir por meio de pesquisa de mercado ou com informações que sites como o SEMrush e o Ubersuggest oferecem, que vão apontar quais são as páginas mais acessadas do seu concorrente e o volume de tráfego que ele tem alcançado, por exemplo.


Já nas redes sociais a Biblioteca de Anúncios pode oferecer valiosos insights das campanhas que seus concorrentes criaram.


Dica bônus para não cometer erros de marketing: faça smarketing.

O termo smarketing vem da união dos setores de marketing e vendas. Pode parecer estranho para alguns, mas uma parcela grande das empresas possuem os dois times separados e atuando de maneira independente.


E não, não estamos falando aqui que o profissional de marketing atuará nas vendas, ou vice-versa, mas de construir estratégias em conjunto.


Quer ver?

Pense que a sua equipe de vendas possui informações que são preciosas, como as principais dúvidas dos leads quanto a marca e sempre entram em contato para sanar essas dúvidas. Agora reflita, se a sua equipe de marketing souber dessas informações, ela poderá trabalhá-las nas estratégias de divulgação da marca.


Dessa forma, além de acelerar o processo de vendas, também poderá gerar até mais oportunidades.


Espero que tenha gostado das dicas de hoje, e se você tem uma empresa, um escritório ou se você é um profissional da área da saúde e quer mais resultados nas redes sociais, quer melhorar a gestão do seu negócio, quer vender mais ou quer simplesmente aprender mais sobre Empreendedorismo, Gestão, Marketing Digital, Branding e Organização Pessoal, tanto aqui no meu blog quanto no meu instagram e no meu canal do YouTube eu posto todos os dias alguma dica bem bacana como essa que você acabou de ler.


Mas se você não encontrar o que deseja, pode me mandar uma mensagem clicando aqui que eu farei questão de produzir um texto e um vídeo bem bacana para te ajudar.

#giulianomartini #gestaoemsaude #gestaodenegocios #mentoriadenegocios #socialmedia #perfilestrategico #planejamentopessoal #mktdigital #business #midiassociais #redessociais #altaperformance

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo