ESTRATÉGIA DA CAUDA LONGA

Termo criado por Chris Anderson para descrever um novo posicionamento de empresas, gerando novos modelos de negócios oriundos do surgimento da nova economia decorrente da internet.


Analisando o mercado de filmes, livros e música, o autor evidencia novos negócios no qual a receita total de diversos produtos específicos de nicho, mesmo com pequeno volume de vendas, é igual à receita total de alguns poucos produtos de grande sucesso. A expressão “cauda longa” é proveniente do formato da curva originada em um gráfico xy, com a demanda dos itens no eixo x, e os itens da maior para a menor demanda no eixo y.

Se você quiser aprofundar seus conhecimentos nesta ferramenta, lhe indico o livro “A Cauda Longa” (The Long Tail) - Chris Anderson.


Palavras-chave de cauda longa são utilizadas em estratégias de marketing para alcançar as primeiras posições do Google para termos que têm baixo volume de busca e pouca concorrência. Geralmente, o conceito é representado pela imagem de um dinossauro em pé com sua cauda no chão.


Existem diversos fatores de rankeamento que ajudam uma página a superar a concorrência. No entanto, a escolha das palavras-chave é uma das questões mais importantes nas estratégias de SEO.

No Marketing Digital, temos dois tipos de palavras-chave: long tail e head tail. Ambas impactam diretamente os resultados, mas a primeira opção pode levar sua página ao topo do Google com mais facilidade, aumentando o tráfego e as conversões.


As long tail, conhecidas também como cauda longa, têm baixo volume de busca, porém, a concorrência na internet é menor. Logo, é mais fácil alcançar ótimos resultados se comparado com as head tail, uma vez que, nesse caso, o volume de buscas é maior e a concorrência é bastante alta.

Por isso, as palavras-chave long tail recebem um carinho especial no Marketing de Conteúdo, pois geram resultados mais rápidos e impactantes do que outro tipo de palavra-chave.

Quer saber como melhorar os resultados e conquistar ótimas posições no Google? Então, continue lendo este artigo!


Palavras-chave head tail e long tail: quais são as diferenças?

O que vem na sua mente quando falamos de estratégias de Marketing de Conteúdo? Provavelmente, você respondeu que deseja alcançar as primeiras posições do Google, não é mesmo? No marketing, as palavras-chave de cauda longa ajudam na busca desse objetivo.

Na produção de um artigo, por exemplo, o autor pode usar palavras-chave head tail e long tail. Elas também podem ser interpretadas por meio da imagem de um dinossauro que foi mencionada no tópico anterior.


Head tail

No topo do animal estão as head tail. Os seus termos geralmente são mais amplos e básicos. As palavras costumam responder somente a uma pergunta. Um exemplo seria este: “o que é marketing digital?”

As palavras-chave head tail têm um alto volume de busca. Essa característica significa que vários leitores estão pesquisando sobre os conteúdos que estão ligados a esse tema.

Existem diversos exemplos de palavras-chave head tails:

  • gestão de empresas;

  • marketing;

  • roupas masculinas.

O alto volume de busca dessas palavras-chave chama a atenção de qualquer profissional de marketing, pois elas têm a capacidade de atingir vários tipos de pessoas. No entanto, a quantidade de buscas traz bastante concorrência, tanto em tráfego orgânico como em tráfego pago.


Long tail

Agora, pense no seguinte cenário: um leitor que faz uma pesquisa sobre “marketing” pode procurar vários assuntos. O leitor pode buscar, por exemplo, uma agência de marketing, um curso sobre a área, um freelancer ou até o significado da palavra.

Sendo assim, ao produzir conteúdos para o seu blog, é fundamental ajustar os termos de busca para que o leitor encontre aquele assunto que esteja mais alinhado com as suas expectativas.

Na prática, as long tail são as variações de determinada palavra-chave principal em uma estratégia, trazendo mais eficiência na hora da busca. Podemos citar alguns exemplos de palavras-chaves long tail a partir do termo “marketing”:

  • curso de marketing de conteúdo;

  • marketing digital;

  • marketing de conteúdo;

  • marketing de defensores.

Nesse cenário, as palavras-chave long tail podem não ter a mesma quantidade de buscas das palavras-chave head tail. Todavia, as long tails não exigem tanto investimento, pois a competição é bem menor pelas primeiras posições no Google.


Espero que tenha gostado das dicas de hoje, e se você tem uma empresa, um escritório ou se você é um profissional da área da saúde e quer mais resultados nas redes sociais, quer melhorar a gestão do seu negócio, quer vender mais ou quer simplesmente aprender mais sobre Empreendedorismo, Gestão, Marketing Digital, Branding e Organização Pessoal, tanto aqui no meu blog quanto no meu instagram e no meu canal do YouTube eu posto todos os dias alguma dica bem bacana como essa que você acabou de ler.


Mas se você não encontrar o que deseja, pode me mandar uma mensagem clicando aqui que eu farei questão de produzir um texto e um vídeo bem bacana para te ajudar.

#giulianomartini #gestaoemsaude #gestaodenegocios #mentoriadenegocios #socialmedia #perfilestrategico #planejamentopessoal #mktdigital #longtail #midiassociais #redessociais #caudalonga #sn10

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo