LOMBALGIA DURANTE A GESTAÇÃO

Durante a gravidez, a mulher passa por muitas modificações que podem afetar vários mecanismos físicos a nível muscular e estrutural, especialmente durante o 5º e o 7º mês. É então quando aumenta o risco de sofrer de lombalgia ou dor lombar, que pode ser provocado pela própria compressão do bebé, por um desequilíbrio muscular ou pela influência hormonal característica da gestação.


Geralmente, a dor lombar durante a gravidez está relacionada com a adaptação da posição da mamã ao crescimento do bebé. O aumento da curvatura lombar provoca a tensão da musculatura paravertebral, o que, juntamente com o aumento de peso na gestação, produz uma sobrecarga na coluna vertebral que favorece o aparecimento do lombalgia durante a gravidez.


Quando a futura mamãe começa a sentir o lombalgia ou dor de costas é importante que consulte um fisioterapeuta especializado em gravidez, para receber o tratamento adequado.

Os alongamentos, o fortalecimento muscular e a terapia manual são os métodos mais utilizados pelos especialistas para relaxar os músculos das costas. Na verdade, será o fisioterapeuta o encarregado de ensinar à grávida qual a posição adequada e que fará um programa, e controle, da higiene postural durante a gestação e no pós-parto.


Estima-se que cerca de 70% das gestantes terão dor nas costas em algum momento da gestação. As dores se devem, na maioria dos casos, às mudanças hormonais próprias da gravidez e ao crescimento do útero que deixam a musculatura abdominal mais enfraquecida, sobrecarregando a coluna. Normalmente, as dores aparecem no segundo e terceiro trimestres da gestação e causam muito desconforto para dormir ou caminhar.


As dores nas costas não trazem riscos para o bebê e algumas medidas cotidianas simples podem ajudar a reduzir o problema sem o uso de medicamentos. No entanto, se as dores forem muito fortes e incapacitantes, não deixe de consultar seu médico para que ele a oriente sobre o uso de remédios para dor, se necessário, ou a encaminhe para o serviço de fisioterapia.



Como aliviar a dor nas costas durante a gestação

Apesar de as mudanças serem necessárias durante o período, também é possível aliviar os efeitos que a gravidez pode gerar. Um deles são as terríveis dores nas costas que muitas mulheres grávidas tendem a sentir. Veja estas dicas: – Mantenha um peso corporal equilibrado. O médico que acompanha a gestante sempre a orienta sobre o peso ideal. Engordar mais do que o necessário pode ser muito perigoso. Isso porque os riscos de prejudicar a coluna (com o sobrecarregamento) são grandes. Portanto, o ideal é investir na boa alimentação. – Tenha cuidado com a postura. Nesse período a atenção com a postura deve ser redobrada, pois é mais fácil descuidar dos hábitos posturais corretos. A coluna deve ser mantida ereta ao sentar ou caminhar. – Cuidado com o salto. As mulheres que são amigas inseparáveis do salto alto devem evitar o calçado nesse período. Sabe-se que os riscos associados ao seu uso já existem e para uma gestante pode ser bem mais perigoso. – Atenção com o carregamento de peso. O esforço inserido para levantar algum peso é bastante arriscado. Mas se precisar fazê-lo procure segurar o objeto próximo ao corpo, dobre os joelhos e mantenha as costas eretas. – Faça exercícios de alongamentos. Um profissional poderá orientar sobre alguns exercícios básicos, seguros e efetivos para que a gestante se alongue em casa diariamente. – Não se acomode. O excesso de repouso também pode prejudicar a coluna (a exceção dos casos em que a gestação é de risco e a orientação médica é de um repouso maior). O ideal é continuar com a rotina natural de vida, apenas com as devidas moderações e cautela. – Durante o sono, a postura mais indicada (por ser confortável e mais saudável) é a de lado. A gestante deve sempre colocar um travesseiro entre as pernas, isso vai melhorar a postura e evitar as dores no dia seguinte.



Dor ciática na gestação

As dores nas costas típicas da gestação podem ter causas simples, mas também podem envolver o acometimento da coluna por algumas doenças. É o caso da Ciática – ou dor ciática. A dor ciática surge quando ocorre uma inflamação do nervo ciático e na gestação ela ocorre, principalmente, em decorrência da sobrecarga de peso e do crescimento do útero que tendem a comprimir os nervos espinhais e o nervo ciático. A dor pode surgir logo nas primeiras semanas de gestação ou demorar mais algum tempo para se manifestar. As gestantes com problemas no ciático também podem se queixar de outros sintomas associados à dor intensa na região lombar, como é o caso de formigamentos, dormências ou fraqueza na perna. A dor ciática em qualquer paciente é bastante caracterizada por essa irradiação dos sintomas que se manifestam na coluna para outros membros do corpo.


Benefícios gerais do Pilates para gestantes: – Fortalecimento e alongamento suave dos músculos; – Melhora da concentração, do equilíbrio e da coordenação; – Alívio da sensação de cansaço, através do trabalho com a respiração; – Fortalecimento de braços e pernas, gerando maior vitalidade e ajudando a suportar o sobrepeso; – Alívio de tensões, afastando os níveis de ansiedade ou estresse; – Melhora da auto-estima da mulher, pois o grande nível de bem-estar adquirido com a prática do Pilates leva a mulher a se sentir bem consigo mesma, apesar de todas as mudanças em seu corpo; – Ajuda a evitar a incontinência urinária, por meio do fortalecimento do períneo, além de favorecer o trabalho de parto – ao melhorar a capacidade de estirar e relaxar – e o processo de recuperação no pós-parto, acelerando a cicatrização; – Movimentos do Pilates são responsáveis por ativar o sistema circulatório, contribuindo para aliviar os inchaços tão comuns dos membros inferiores e as dores. As aulas de Pilates podem ser muito prazerosas e eficazes ao corpo da gestante e saúde do bebê, mas é indispensável a liberação para a prática da técnica, feita pelo médico acompanhante da grávida nesta fase.


O auxílio da Fisioterapia às gestantes com dores nas costas

Se mesmo com a prática regular de atividades físicas e os devidos cuidados adotados para se ter uma gestação saudável, a grávida ainda apresenta dores persistentes nas costas, a fisioterapia poderá colaborar no alívio do sintoma. Contudo, para iniciar as sessões é indispensável que a gestante receba a liberação de seu médico de confiança e acompanhamento gestacional, após uma avaliação adequada para não prejudicar a saúde da mãe e do bebê. A partir daí, o fisioterapeuta poderá direcionar o atendimento à gestante de acordo com os dados obtidos na avaliação prévia do seu quadro. Questões como antecedentes familiares, histórico da gestação até aquele momento e as condições físicas e posturais da gestante são analisadas de modo a viabilizar exercícios corretos e de acordo com as próprias necessidades da gestante. Exercícios respiratórios para o relaxamento, exercícios de correção postural, de flexibilidade, de alongamento, bem como os exercícios destinados ao metabolismo e à preparação para o parto fazem parte do tratamento fisioterapêutico para as gestantes que sofrem com dores nas costas. O trabalho realizado estimula o ganho de força muscular de membros inferiores, superiores, lombar, abdômen e também do assoalho pélvico.

Confira os benefícios variados: – Diminui a incidência de dores lombares, nas articulações, pernas e pés; – Melhora a postura; – Reduz os possíveis inchaços e as câimbras; – Amplia a consciência corporal; – Estimula a irrigação sanguínea, melhorando a circulação e aliviando a tensão nervosa; – Minimiza a propensão a complicações como hipertensão e diabetes gestacional; – Ajuda a manter a condição física anterior à gestação; – Aumenta a disposição para a realização de atividades do dia-a-dia; – Favorece o parto e o pós-parto, tornando esses momentos bem mais tranquilos; – Reduz os níveis de estresse; – Proporciona bem-estar mental; – Controla o peso; – Aumenta a autoestima; – Melhora a qualidade do sono; – O fortalecimento, em especial, dos músculos do assoalho pélvico, ajuda a oferecer maior apoio ao peso extra da gravidez e a prevenir a incontinência urinária, além de ser extremamente importante para o parto normal e também para evitar complicações no pós-parto.


Está sofrendo com dores nas costas?

Marque também um Tele-atendimento GRATUITO. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nossa metodologia?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!


Decidiu fazer Pilates?

Então, comece pelo início. Primeiro você precisa escolher um profissional totalmente comprometido com Pilates. É importante saber sua formação e suas qualificações. Faça uma visita ao studio escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente. Você precisa se sentir à vontade, pois a prática de Pilates tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também uma aula experimental. É a melhor forma de ter um primeiro contato com o Método Pilates, aprender como se respira e ver como alguns exercícios são realizados. Se procura por uma forma de exercício que ajude você a ter um corpo forte, flexível, mais uniforme e alongado, talvez esta seja a hora de iniciar suas aulas de Pilates.


E aí, gostou?

Que tal agendar uma aula experimental gratuita e conhecer melhor este método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA a sua aula experimental!


#drgiulianomartins #onefisioterapia #dornascostas #dornoquadril #gravidez #herniadedisco #dordecabeca #ciatico #artrose #dornojoelho #fibromialgia #dornoombro #pilates #quiropraxia #fisioterapia

6 visualizações0 comentário