PILATES para aliviar dor nas costas

Atualizado: 27 de Ago de 2020

Método elaborado por Joseph Pilates que preconiza alcançar um desenvolvimento do corpo de forma uniforme, objetivando uma melhora no condicionamento fisico e mental com exercícios globais, isto é, que exigem um trabalho do corpo todo, utilizando diferentes aparelhos e equipamentos.

Através dos seus princípios, concentração, fluidez, controle, respiração, centro de força, postura o praticante do método irá melhorar sua consciência corporal, flexibilidade, equilíbrio e força muscular.


O método apresenta movimentos fluidos de força e alongamento, feitos sem pressa e com poucas repetições. Orientado por Fisioterapeutas e profissionais de Educação Física, os alunos devem ser orientados sobre o principio do método e uma avaliação especifica deve ser realizada para assim delimitar os objetivos de cada praticante se terapêutico ou se mais voltado para o fisico.


Para ajudar você a compreender melhor sobre esse Método que vem crescendo cada vez mais no Brasil, nós reunimos as principais informações sobre o que é Pilates, suas indicações, quem pode praticar e muito mais. O Pilates é um campo em ascensão no Brasil e no mundo. Só no Brasil, temos atualmente em torno de 35 mil Studios em crescimento. Introduzido no país no começo da década de 2000, o Pilates ainda soa como novidade para muita gente, mesmo já tendo milhares de adeptos brasileiros.

Conforme a prática avança pelo país, com público crescente, ela se torna um nicho interessante para profissionais da área de Educação Física e Fisioterapia.


O Método ainda garante condicionamento físico e pode ser usado para a reabilitação física ou como alternativa fitness e até mesmo o emagrecimento e definição muscular.

Por exemplo, mulheres com prótese de silicone podem fazer os exercícios sem nenhum tipo de restrição. Exceto, claro, se a cirurgia de mamoplastia de aumento foi realizada recentemente. Nesse caso, é preciso aguardar em torno de 3 meses para voltar à praticar a atividade física.

A principal vantagem da prática é que ela é acessível a todas as pessoas, desde um atleta de alto rendimento até idosos com mobilidade reduzida. Crianças, gestantes e deficientes também pode praticar.


Com mais de 500 tipos de exercícios que podem ser praticados nas mais variadas intensidades – do nível básico até o super avançado, o Pilates é acessível a qualquer pessoa porque respeita as capacidades (e as necessidades) individuais, acima de tudo.

Nenhum movimento é feito de forma automática ou passiva, mas, sim, com consciência, precisão e rigor técnico.


Quais são os maiores benefícios do Pilates?

Não é à toa que o Pilates é conhecido como um método completo.

Além de trabalhar aspectos corporais, como tonificação muscular, postura e condicionamento físico, ele também lida com a parte mental dos seus praticantes, com exercícios de respiração, alongamento e relaxamento, que aliviam a ansiedade e o estresse.

O método trabalha com 6 princípios básicos, importantes serem listados para nos levar até os benefícios, são eles: concentração, respiração, centralização, precisão, controle, fluidez.

Dito isso, é fácil imaginar quais são diversos os benefícios do Pilates.

Os benefícios do Pilates para o corpo são inúmeros, alguns deles como:

Por ter esses ganhos citados para o corpo, o Pilates pode ser usado como tratamento de dores crônicas, problemas relacionados à má postura, doenças osteomusculares, prevenção de lesões, aumento do condicionamento físico e também para a perda de peso.

Na maioria dos exercícios, não são usados pesos e todo o esforço vem da carga do próprio corpo.

Mas, de acordo com os objetivos de cada aluno, podem ser usados acessórios para potencializar o exercício e também as molas dos equipamentos, que podem servir para auxiliar ou dificultar um movimento.

Com o andar das aulas, o aluno desenvolve uma maior consciência corporal, redescobrindo seu equilíbrio, melhorando progressivamente a coordenação motora e a flexibilidade.

Como trabalha a respiração tridimensional, ou seja, que a sua caixa torácica se movimento em 3 direções – expandindo para os lados, para frente e trás, para cima e baixo, o Pilates fortalece, ainda, o sistema respiratório e a circulação.

Além disso, a chance de lesão é praticamente nula, pois os exercícios propostos têm baixo impacto e não são repetidos à exaustão.




Assim, há menos desgaste do corpo, mas com todos os benefícios da prática de exercícios físicos, como o aumento da disposição.

Cabe ao instrutor traçar as estratégias de acordo com os objetivos do aluno, seja tratar de alguma patologia, aumentar o condicionamento físico ou melhorar a postura.

O Pilates oferece muitas possibilidades e traz benefícios diferentes, de acordo com onde se quer chegar.

Quando falamos de benefícios do Pilates para a mente, entramos na origem do método, pois enquanto desenvolvia seu método, Joseph Pilates entrou em contato com as teorias orientais que pregam a integração entre corpo e mente saudáveis para a manutenção da saúde do organismo.

Por isso, parte fundamental da prática é o controle da respiração e a concentração, trazida em boa medida da ioga e da tradicional medicina chinesa.

Assim como regula os hormônios relacionados ao estresse no sangue, a prática libera dopamina e serotonina, neurotransmissores responsáveis pelo sentimento de prazer e bem-estar.

Como um de seus pilares é a manutenção do foco e da atenção, ele também contribui para um aumento do controle emocional dos seus praticantes.

Além de tudo isso, incluindo um bem-vindo acréscimo de disciplina, praticar Pilates pode aumentar a autoestima, conforme as mudanças no corpo vão aparecendo.


O Pilates é uma prática acessível a qualquer pessoa, de qualquer idade, pois respeita as capacidades e busca atender à necessidade individual.

Todos os movimentos são feitos com precisão e rigor técnico e principalmente com propósito.

Como já dissemos, uma das principais vantagens do método é que ele pode ser praticado por todos: mulheres e homens, atletas e sedentários, pessoas saudáveis ou com alguma patologia.

Mas não só.

O Pilates também beneficia as pessoas que não podem realizar outros tipos de atividade, como idosos, gestantes, crianças e quem tem lesões musculares ou ósseas.

Para idosos, por exemplo, é normal que, com o avanço dos anos, haja perda da massa muscular e óssea, assim como aumento da gordura corporal, dos problemas cardíacos, respiratórios e de eventuais problemas de incontinência.

As quedas passam a ser mais frequentes e não são raros os quadros de depressão na terceira idade.

Pode parecer exagero, mas não é: o Pilates pode evitar e tratar tudo isso de uma vez só.

Assim como atua na recuperação do tônus  e flexibilidade muscular, bem como no movimento seguro das articulações, o Pilates reforça o equilíbrio de seus praticantes, fatores fundamentais para fortalecer a saúde do corpo e evitar quedas.

Além de todo o trabalho corporal, a prática estimula o bem-estar mental dos idosos, aumentando sua autoestima e a sensação de serem capazes de realizar exercícios físicos e as atividades regulares do dia a dia.

Citando um outro benefício do Pilates, lembramos do equilíbrio, que é uma das várias funções do corpo humano que compreende a interação de três sistemas perceptivos: o vestibular, o proprioceptivo e o visual.

Concluímos então que o Pilates é uma atividade física que oferece os mais diversos tipos de benefícios, seja para qualquer idade ou qualquer que seja o objetivo.

O método sempre pode alcançar mais do que apenas o objetivo proposto, pois oferece muitos ganhos para quem o pratica.


Pilates Emagrece?

Essa é uma pergunta muito frequente dentro dos Studios de Pilates, por alunos já praticantes e por pessoas que estão pensando em adotar o Método como forma de emagrecimento.

Se o Pilates emagrece ou não, vai depender muito da forma como ele será ministrado durante as aulas, porém devemos lembrar que como atividade física, ele sempre terá um gasto energético considerável.

Uma das frases de Joseph Pilates que se encaixa muito bem nesse contexto é a que ele diz “Não interessa o que você faz, e sim como você faz”.