PILATES RIBEIRAO PRETO

Atualizado: Ago 27

Método elaborado por Joseph Pilates que preconiza alcançar um desenvolvimento do corpo de forma uniforme, objetivando uma melhora no condicionamento fisico e mental com exercícios globais, isto é, que exigem um trabalho do corpo todo, utilizando diferentes aparelhos e equipamentos.

Através dos seus princípios, concentração, fluidez, controle, respiração, centro de força, postura o praticante do método irá melhorar sua consciência corporal, flexibilidade, equilíbrio e força muscular.


O método apresenta movimentos fluidos de força e alongamento, feitos sem pressa e com poucas repetições. Orientado por Fisioterapeutas e profissionais de Educação Física, os alunos devem ser orientados sobre o principio do método e uma avaliação especifica deve ser realizada para assim delimitar os objetivos de cada praticante se terapêutico ou se mais voltado para o fisico.


Para ajudar você a compreender melhor sobre esse Método que vem crescendo cada vez mais no Brasil, nós reunimos as principais informações sobre o que é Pilates, suas indicações, quem pode praticar e muito mais. O Pilates é um campo em ascensão no Brasil e no mundo. Só no Brasil, temos atualmente em torno de 35 mil Studios em crescimento. Introduzido no país no começo da década de 2000, o Pilates ainda soa como novidade para muita gente, mesmo já tendo milhares de adeptos brasileiros.

Conforme a prática avança pelo país, com público crescente, ela se torna um nicho interessante para profissionais da área de Educação Física e Fisioterapia.


O Método ainda garante condicionamento físico e pode ser usado para a reabilitação física ou como alternativa fitness e até mesmo o emagrecimento e definição muscular.

Por exemplo, mulheres com prótese de silicone podem fazer os exercícios sem nenhum tipo de restrição. Exceto, claro, se a cirurgia de mamoplastia de aumento foi realizada recentemente. Nesse caso, é preciso aguardar em torno de 3 meses para voltar à praticar a atividade física.

A principal vantagem da prática é que ela é acessível a todas as pessoas, desde um atleta de alto rendimento até idosos com mobilidade reduzida. Crianças, gestantes e deficientes também pode praticar.


Com mais de 500 tipos de exercícios que podem ser praticados nas mais variadas intensidades – do nível básico até o super avançado, o Pilates é acessível a qualquer pessoa porque respeita as capacidades (e as necessidades) individuais, acima de tudo.

Nenhum movimento é feito de forma automática ou passiva, mas, sim, com consciência, precisão e rigor técnico.


Quais são os maiores benefícios do Pilates?

Não é à toa que o Pilates é conhecido como um método completo.

Além de trabalhar aspectos corporais, como tonificação muscular, postura e condicionamento físico, ele também lida com a parte mental dos seus praticantes, com exercícios de respiração, alongamento e relaxamento, que aliviam a ansiedade e o estresse.

O método trabalha com 6 princípios básicos, importantes serem listados para nos levar até os benefícios, são eles: concentração, respiração, centralização, precisão, controle, fluidez.

Dito isso, é fácil imaginar quais são diversos os benefícios do Pilates.

Os benefícios do Pilates para o corpo são inúmeros, alguns deles como:

Por ter esses ganhos citados para o corpo, o Pilates pode ser usado como tratamento de dores crônicas, problemas relacionados à má postura, doenças osteomusculares, prevenção de lesões, aumento do condicionamento físico e também para a perda de peso.

Na maioria dos exercícios, não são usados pesos e todo o esforço vem da carga do próprio corpo.

Mas, de acordo com os objetivos de cada aluno, podem ser usados acessórios para potencializar o exercício e também as molas dos equipamentos, que podem servir para auxiliar ou dificultar um movimento.

Com o andar das aulas, o aluno desenvolve uma maior consciência corporal, redescobrindo seu equilíbrio, melhorando progressivamente a coordenação motora e a flexibilidade.

Como trabalha a respiração tridimensional, ou seja, que a sua caixa torácica se movimento em 3 direções – expandindo para os lados, para frente e trás, para cima e baixo, o Pilates fortalece, ainda, o sistema respiratório e a circulação.

Além disso, a chance de lesão é praticamente nula, pois os exercícios propostos têm baixo impacto e não são repetidos à exaustão.




Assim, há menos desgaste do corpo, mas com todos os benefícios da prática de exercícios físicos, como o aumento da disposição.

Cabe ao instrutor traçar as estratégias de acordo com os objetivos do aluno, seja tratar de alguma patologia, aumentar o condicionamento físico ou melhorar a postura.

O Pilates oferece muitas possibilidades e traz benefícios diferentes, de acordo com onde se quer chegar.

Quando falamos de benefícios do Pilates para a mente, entramos na origem do método, pois enquanto desenvolvia seu método, Joseph Pilates entrou em contato com as teorias orientais que pregam a integração entre corpo e mente saudáveis para a manutenção da saúde do organismo.

Por isso, parte fundamental da prática é o controle da respiração e a concentração, trazida em boa medida da ioga e da tradicional medicina chinesa.

Assim como regula os hormônios relacionados ao estresse no sangue, a prática libera dopamina e serotonina, neurotransmissores responsáveis pelo sentimento de prazer e bem-estar.

Como um de seus pilares é a manutenção do foco e da atenção, ele também contribui para um aumento do controle emocional dos seus praticantes.

Além de tudo isso, incluindo um bem-vindo acréscimo de disciplina, praticar Pilates pode aumentar a autoestima, conforme as mudanças no corpo vão aparecendo.


O Pilates é uma prática acessível a qualquer pessoa, de qualquer idade, pois respeita as capacidades e busca atender à necessidade individual.

Todos os movimentos são feitos com precisão e rigor técnico e principalmente com propósito.

Como já dissemos, uma das principais vantagens do método é que ele pode ser praticado por todos: mulheres e homens, atletas e sedentários, pessoas saudáveis ou com alguma patologia.

Mas não só.

O Pilates também beneficia as pessoas que não podem realizar outros tipos de atividade, como idosos, gestantes, crianças e quem tem lesões musculares ou ósseas.

Para idosos, por exemplo, é normal que, com o avanço dos anos, haja perda da massa muscular e óssea, assim como aumento da gordura corporal, dos problemas cardíacos, respiratórios e de eventuais problemas de incontinência.

As quedas passam a ser mais frequentes e não são raros os quadros de depressão na terceira idade.

Pode parecer exagero, mas não é: o Pilates pode evitar e tratar tudo isso de uma vez só.

Assim como atua na recuperação do tônus  e flexibilidade muscular, bem como no movimento seguro das articulações, o Pilates reforça o equilíbrio de seus praticantes, fatores fundamentais para fortalecer a saúde do corpo e evitar quedas.

Além de todo o trabalho corporal, a prática estimula o bem-estar mental dos idosos, aumentando sua autoestima e a sensação de serem capazes de realizar exercícios físicos e as atividades regulares do dia a dia.

Citando um outro benefício do Pilates, lembramos do equilíbrio, que é uma das várias funções do corpo humano que compreende a interação de três sistemas perceptivos: o vestibular, o proprioceptivo e o visual.

Concluímos então que o Pilates é uma atividade física que oferece os mais diversos tipos de benefícios, seja para qualquer idade ou qualquer que seja o objetivo.

O método sempre pode alcançar mais do que apenas o objetivo proposto, pois oferece muitos ganhos para quem o pratica.


Pilates Emagrece?

Essa é uma pergunta muito frequente dentro dos Studios de Pilates, por alunos já praticantes e por pessoas que estão pensando em adotar o Método como forma de emagrecimento.

Se o Pilates emagrece ou não, vai depender muito da forma como ele será ministrado durante as aulas, porém devemos lembrar que como atividade física, ele sempre terá um gasto energético considerável.

Uma das frases de Joseph Pilates que se encaixa muito bem nesse contexto é a que ele diz “Não interessa o que você faz, e sim como você faz”.

Associado com a prática de Pilates, também é necessário em conjunto um programa aeróbico, assim como uma dieta balanceada para que os efeitos na balança comecem a surgir de forma mais rápida e eficaz.

Com a prática do Método Pilates, o aluno tem seu metabolismo acelerado pois os órgãos internos são estimulados e estes melhoram nosso funcionamento de modo a ficar mais rápido às respostas do organismo.



Algumas mudanças no corpo podem ser notadas com o início da prática de Pilates.

Dentre elas podemos citar o fortalecimento dos músculos das pernas e dos braços, assim como um estreitamento no diâmetro da cintura e modelação do glúteo.

Todas essas mudanças positivas no corpo não necessariamente indicam que o indivíduo emagreceu, contudo, pesam no fator psicológico, que por si também influencia no fator emagrecimento.

A intensidade da aula e a periodização do treino são os fatores fundamentais para definir o emagrecimento na aula de Pilates.

Se a aula for inteiramente dedicada à apenas perda de peso, o aluno pode chegar a eliminar até 420 calorias em uma só sessão se a mesma for de alta intensidade.

O instrutor de Pilates, no entanto, tem um papel muito importante na hora de elaborar o plano de aula, e o conteúdo a ser ministrado, assim como motivar seu aluno com dedicação e determinação, propondo a cada aula novos exercícios, para que o aluno se sinta desafiado a cumpri-los.

Cabe ao instrutor que queira utilizar a aula de Pilates com o intuito de perda de peso, se utilizar ainda de acessórios e materiais tais como as tonning balls, e também os pesos livres, trabalhando a musculatura do corpo de forma integral e fluida.

Lembrando que alguns destes acessórios não foram criados por Joseph Pilates, mas sem dúvida auxiliam muito se o alvo for emagrecimento.

A meta será sempre para que o aluno consiga ver resultados após determinadas sessões.


Benefícios do Pilates para gestantes

Durante o período de gestação, o corpo da mulher passa por diversas mudanças físicas e hormonais que necessitam de uma atenção maior nos cuidados com a saúde, essas mudanças podem gerar dores e desconfortos para a futura mamãe.

Para evitar incômodo, o Pilates para gestantes pode ser um grande aliado nessa fase, amenizando as grandes alterações estruturais e proporcionando benefícios

Mas você conhece todos os benefícios que o Pilates para gestantes pode proporcionar para o corpo da mulher nessa fase?

Além do equilíbrio e conforto, o método auxilia no fortalecimento do assoalho pélvico, área importante para o parto, beneficia a estabilização da coluna lombar e ainda pode diminuir as dores.

E não é só durante esse período que o Pilates pode ajudar: Há técnicas de respiração, passadas durante as aulas, que ensinam a inspiração lenta e expiração, e podem ajudar a futura mamãe durante as contrações e também para aliviar as dores.

Para direcionar uma aula de Pilates para gestantes é necessário que o Instrutor entenda muito bem sobre Pilates e também sobre a gestante.


As vezes, é preciso realizar muitos ajustes na aula, como por exemplo modificar exercícios, adaptar e até mesmo criar novos movimentos que se adequem a necessidade da Gestante.

É importante lembrar que alguns exercícios, especialmente os avançados, são proibidos, e alguns que não são recomendados pela posição, por poder causar desconforto.



Quando se fala de Pilates na Gestação, lembramos principalmente do assoalho pélvico pois é uma área fundamental na gravidez, e o seu fortalecimento ajuda a suportar todo o peso do bebê.

Além disso pode-se investir em exercícios voltados para costas e quadril, locais do corpo que costumam gerar incômodo nessa fase.

É preciso ficar atento com os primeiros três meses de gestação, pois nessa fase o corpo fica mais sensível então é preciso tomar cuidado com qualquer tipo de exercício físico.

Para fazer um programa de exercícios de Pilates para gestantes, é fundamental focar no período gestacional, os três trimestres.

Em cada um desses períodos ocorrem mudanças diferentes no corpo, então é necessário adaptar os exercícios ao condicionamento físico da aluna.

No primeiro trimestre, a gestante sente os mesmos sintomas da TPM, porém bem mais intensos.

Além dos quase 2 Kg que a mulher ganha, as mamas crescem e a vontade de urinar aumenta.

No segundo trimestre, o centro de gravidade começa a se deslocar para frente com o aumento da barriga, e consequentemente a lordose aumenta e pode vir a ocasionar dores nas costas.

No terceiro trimestre os sintomas se intensificam e a vontade de urinar aumenta e pode acontecer uma dificuldade para respirar, pela localização do bebê perto das costelas.

A mulher começa a ficar mais cansada e o centro de gravidade desloca ainda mais, além disso os ligamentos da pelve ficam distendidos.

Sendo assim o programa de treinamento deve considerar as diferenças de cada pessoa, porém o instrutor também deve focar nas mudanças que ocorrem na gestação e nas alterações citadas acima, como postura e posicionamento das articulações.

O programa de treino deve contemplar movimentos da pelve de retroversão e anteversão, principalmente sentada em uma superfície móvel como uma bola, em decúbito dorsal ou na posição de 4 apoios.

Mas além desses movimentos, devemos contemplar também movimentos no plano frontal, como por exemplo uma flexão lateral da coluna lombar pelo quadril e movimentos multiplanares como círculos ou movimentos integrados.

É importante lembrar que a musculatura do assoalho pélvico e os adutores devem ser trabalhados durante os 3 trimestres, com uma contratação leve e um relaxamento da musculatura.

Isso porque as vezes lembramos de trabalhar apenas o fortalecimento e a musculatura do assoalho pélvico precisa ser forte e também com uma mobilidade, para poder dilatar e ter flexibilidade para não romper durante o trabalho de parto.

É recomendado que as aulas de Pilates para gestantes sejam feitas com duas a três vezes por semana, e apenas até o oitavo mês de gestação, porém o que define a hora de parar é o tamanho e peso da barriga.

O Pilates para gestantes pode ser essencial para um bom desenvolvimento do corpo e um ótimo aliado para evitar dores e desconfortos, sendo assim incentive futuras mamães a começar a praticar e mulheres que pretendem um dia ficar grávidas, quanto antes começar melhor.


Pilates com Bola – O que é, pra que serve?

A bola de Pilates ou FitBall, originalmente não foi incorporada nas aulas de Pilates, mas com tanta versatilidade, aos poucos os Studios foram incorporando.

Ela é destinada a diversas práticas de atividades físicas e também é conhecida como bola de estabilidade.

Ela começou a ser utilizada no começo do século XX, primeiramente na Suíça, por essa origem também pode ser chamada de ‘bola suíça’.

Após sua origem, foi direcionada para reabilitações físicas e tratamentos cinesiológicos, nos Estados Unidos.

Atualmente a bola de Pilates é utilizada em treinamentos esportivos, yoga, ginastica e principalmente nas aulas de Pilates.

É um acessório muito requisitado por instrutores pois as atividades realizadas com a bola de Pilates apresentam variedades de movimentos.



Os exercícios praticados com ela são considerados diferentes e ideal para qualquer pessoa que busca desafios e aumentar a variedade de exercícios.

O uso da bola de Pilates em exercícios pode proporcionar vários benefícios como:

– Auxilio na ativação de ár eas do corpo responsáveis pela mobilidade articular e na área muscular.

– Melhora a força e resistência do corpo

– Estabiliza a musculatura e melhora a flexibilidade

– Aumenta o equilíbrio e melhora a coordenação

– Neutralizam o estresse já que são um elemento lúdico, além de relaxar tensões.

– Promove correção postural

Existem três tipos de bolas: As tonning balls, over ball e fit ball.

As Tonning Balls são bolas utilizadas para a tonificação e para o fortalecimento muscular, principalmente de membros superiores, são pequenas e podem ser usadas sozinhas ou com outra.

A Over ball, é um pouco maior que a anterior e é utilizada para uma série de movimentos de fortalecimento e de estabilidade.

A Fit Ball é a mais conhecida por ser a mais utilizada no método, pode variar o tamanho, mas é a maior dentre as citadas.


Pilates Solo – O que é, pra que serve, e quais são os principais exercícios?

O que é melhor para se trabalhar: o Pilates solo ou o que utiliza aparelhos?

Nesse trecho iremos expor todas as diferenças entre essas duas possibilidades para você decidir qual é o melhor para trabalhar com seu aluno, de acordo com os objetivos que deseja alcançar.

Importante lembrar que você não precisa fazer uma escolha entre um e outro, pelo contrário, o melhor é sempre trabalhar com Equipamentos e Solo, pois eles se complementam.

A diferença básica entre essas duas modalidades é a de que no Pilates solo você não conta com as molas, cama e outros recursos que auxiliam ou dificultem a prática dos movimentos.

Esse método depende única e exclusivamente da força do próprio corpo para realizar os exercícios, e quase sempre o desafio é que você vença a gravidade, ou seja, que você consiga sustentar seu peso corporal nos mais diversos movimentos que você fará contra a ação da gravidade.

Essa força vem especialmente da ativação do que chamamos no Pilates de “Power House”ou “Casa de Força”, que são um conjunto de músculos profundos, especialmente o transverso abdominal e os multífidos, que quando ativados, promovem estabilidade e sustentação para todos os movimentos que você necessita fazer.

Outros diferenciais do Pilates solo é que essa modalidade oferece mais dificuldades que a feita com exercícios, pois ele exige uma consciência corporal, força, flexibilidade e equilíbrio, sendo assim é importante você como instrutor preparar seu aluno para executar movimentos com uma maior complexidade.



Outro adendo que aumenta o grau de dificuldade é que geralmente se utiliza a bola, foam roller, dentre outros acessórios para a execução.

Como já dito, os exercícios utilizam o próprio corpo e oferecem uma maior dificuldade na execução, por isso o instrutor precisa estar atento se é a modalidade certa para o aluno iniciar, pois os iniciantes e intermediários irão ter maior dificuldade na execução correta, o que pode não se encaixar nas expectativas deles.

O Pilates solo deve utilizar, essencialmente, os seis princípios do método; concentração, centralização, fluidez, respiração, precisão e controle.

Além disso é uma modalidade recomendada para alunos que querem ter mais interação durante as aulas, pois é menos exclusiva e geralmente praticada com vários alunos juntos na mesma aula.


Essa modalidade oferece também diversos benefícios diferentes, tanto para o aluno como para seu Studio de Pilates.

Para o aluno são bem perceptíveis os ganhos, como o aumento da força, flexibilidade, equilíbrio, dentre outros.

O corpo se tornar mais forte e flexível auxilia o combate as dores, que surgem com a má postura por exemplo.

Além disso, como já citado, o Pilates solo trabalha muito com a região da coluna vertebral, o que faz com que ela volte a se alinhar e restabelece o equilíbrio do corpo como um todo.

Para as mulheres, há ainda outros benefícios como a melhora do aspecto da celulite, a definição da silhueta e o alivio dos sintomas da TPM.


O Pilates solo além de fortalecer o corpo inteiro, trabalha muito com alongamento e acrescenta o lúdico aos exercícios, pois o uso de acessórios, ajuda a essa modalidade se tornar mais lúdica, fazendo com que as aulas sejam mais divertidas e atrativas para futuros alunos.


Decidiu fazer Pilates?

Então, comece pelo início. Primeiro você precisa escolher um professor totalmente comprometido com Pilates. É importante saber sua formação e suas qualificações. Faça uma visita ao studio escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente. Você precisa se sentir à vontade, pois a prática de Pilates tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também uma aula experimental. É a melhor forma de ter um primeiro contato com o Método Pilates, aprender como se respira e ver como alguns exercícios são realizados. Se procura por uma forma de exercício que ajude você a ter um corpo forte, flexível, mais uniforme e alongado, talvez esta seja a hora de iniciar suas aulas de Pilates.


E aí, gostou?

Que tal agendar uma aula experimental gratuita e conhecer melhor este método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA a sua aula experimental!


Já sabe né! Tem dor, NÃO se auto-medique sem saber a causa das suas dores.

Não existe medicamento mágico, pomada, massagem, técnica revolucionária, exercício único! Esqueça isso!

Não existe receita de bolo, ou seja, cada paciente precisa de um tratamento específico para seu caso e por isso uma avaliação é fundamental!

Outra coisa, você pode até fazer um exame, mas não acredite em tudo que vai ler!

Leve este exame a um bom profissional que saiba ler e interpretar bem o laudo, mas faça PRINCIPALMENTE uma boa Avaliação Física utilizando testes Ortopédicos e Neurológicos com embasamento Científico! Só assim você vai tratar o que de fato te causa dor!


No passado as pessoas eram obrigadas a sofrer, pois estas patologias não tinham cura e nem TRATAMENTO. Mas as pesquisas e estudos avançaram e HOJE a Fisioterapia já está conseguindo ajudar a ELIMINAR as dores de Coluna.

Aqui na clinica (ONE FISIOTERAPIA), realizamos esse processo e estamos colhendo muitos DEPOIMENTOS de pacientes que estão ficando cada vez mais satisfeitos com os resultados.

Clique AQUI para ver os depoimentos.

Está sofrendo com dor?

Então, comece pelo início.

Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia. É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também um Tele-atendimento. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nosso método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!


#drgiulianomartins #onefisioterapia #dornascostas #dornoquadril #herniadedisco #dordecabeca #ciatico #artrose #dornojoelho #fibromialgia #dornoombro #pilatesribeiraopreto #quiropraxiaribeiraopreto #fisioterapiaribeiraopreto

21 visualizações

CONTATO

Ribeirão Preto

Rua José Jaime Delibo, 160
CEP 14026-563 - Ribeirão Preto/SP

Curitiba

Av. Silva Jardim, 3161
CEP 80240-021 - Bairro Água Verde - Curitiba/PR

Qual unidade gostaria de falar ?

© 2020 por ONE Fisioterapia. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Onegate