QUAL A CAUSA DA FIBROSE MUSCULAR

Lesão muscular é muito comum na vida de qualquer atleta, seja profissional ou amador. São também muito indesejadas, pois, dependendo da gravidade da lesão, tiram o atleta dos treinos e das competições. Mais de 95% das lesões musculares ocorre sem que haja contato direto de jogador contra jogador, e a maioria ocorre durante as competições. Qualquer atleta está sujeito às lesões musculares, mas o futebol é uma das modalidades em que elas mais ocorrem.



Quais são os fatores de risco para sofrer lesão muscular

Homens e atletas com idade mais avançada estão mais sujeitos às lesões musculares. Acidentes e traumas (pancadas) durante a prática esportiva também são causas de lesões musculares. Além disso tudo, há fatores de risco modificáveis, tais como (alguns exemplos):

  • Aquecimento inadequado;

  • Déficit e desbalanço de força muscular;

  • Flexibilidade ruim;

  • Carga excessivamente elevada sem o preparo adequado;

  • Descanso inadequado por volume excessivo de treino (ex.: overreaching e overtraining);

  • Movimento (gesto esportivo) inadequado.

Músculos que mais sofrem lesões

Mais de 90% das lesões ocorre nos membros inferiores, sendo aproximadamente a metade na musculatura da coxa. As modalidades cujos atletas mais sofrem lesões musculares são as que envolvem movimentos dos membros inferiores, como futebol, artes marciais que usam chutes (karate, kung fu, taekwondo, capoeira), danças, atletismo (corridas, saltos), etc. Basquete e handball são esportes que usam mais as mãos, mas envolvem movimentos rápidos de giros e saltos; por isso, também expõem o atleta a lesões nos membros inferiores.

  • Coxa: Cabeça longa do bíceps femoral; Semimembranoso; Adutores: principalmente, o adutor longo; Quadríceps;

  • Panturrilha: geralmente, ocorre na cabeça medial do gastrocnêmio;

  • Membros superiores e tronco: as lesões são bem menos frequentes. Nesses locais, os músculos que os atletas mais lesam são o peitoral maior e abdome, principalmente durante práticas que requerem levantamento de peso (musculação, bobybuilding, powerlifting, etc.);

  • Músculos como o bíceps braquial e os que compõem o manguito rotador geralmente são lesados após algum trauma, como agarrões (ex.: judô, jiu-jitsu) e quedas.

Opções de tratamento para lesões musculares

As lesões musculares não são, normalmente, tratadas com cirurgia. O tratamento é fundamentalmente não cirúrgico.

Durante o processo de cicatrização do músculo, o corpo pode formar tecido muscular e fibrose. A fibrose é ótima para “remendar” os órgãos do corpo, mas é inútil do ponto de vista funcional.


O ideal é que o músculo cicatrize com 100% de células musculares, que são úteis do ponto de vista funcional. Com base nisso, é muito importante tratar adequadamente as lesões musculares para que o músculo cicatrize com a menor formação de fibrose possível.


Outro objetivo do tratamento é reabilitar o atleta rapidamente e evitar novas lesões no mesmo músculo já machucado previamente.


Pensando nesses objetivos, há duas opções de tratamento que melhoram o estímulo para as células musculares se multiplicarem, diminuindo, por conseguinte, a formação de fibrose:

  • Ondas de choque;

  • Plasma rico em plaquetas.

Além disso, empregamos as medidas clássicas de tratamento de lesões musculares:

  • Medicamentos analgésicos;

  • Fisioterapia;

  • Modificações do treino;

  • Repouso relativo;

  • Adequação nutricional.

É importante ressaltar que o tratamento das lesões musculares é multidisciplinar, envolvendo o ortopedista, fisioterapeuta, educador físico, nutricionista, etc.


ATENÇÃO

Se você tem dor, NÃO se auto-medique sem saber a causa das suas dores.

Não existe medicamento mágico, pomada, massagem, técnica revolucionária, exercício único! Esqueça isso!

Não existe receita de bolo, ou seja, cada paciente precisa de um tratamento específico para seu caso e por isso uma avaliação é fundamental!

Outra coisa, você pode até fazer um exame, mas não acredite em tudo que vai ler!

Leve este exame a um bom profissional que saiba ler e interpretar bem o laudo, mas faça PRINCIPALMENTE uma boa Avaliação Física utilizando testes Ortopédicos e Neurológicos com embasamento Científico! Só assim você vai tratar o que de fato te causa dor!


No passado as pessoas eram obrigadas a sofrer, pois estas patologias não tinham cura e nem TRATAMENTO. Mas as pesquisas e estudos avançaram e HOJE a Fisioterapia já está conseguindo ajudar a ELIMINAR as dores.

Aqui na clinica (ONE FISIOTERAPIA), realizamos esse processo e estamos colhendo muitos DEPOIMENTOS de pacientes que estão ficando cada vez mais satisfeitos com os resultados.

Clique AQUI para ver os depoimentos.


Está sofrendo com dor?

Então, comece pelo início.

Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia. É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.

Marque também um Tele-atendimento. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nosso método?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!

#drgiulianomartins, #onefisioterapia, #crossfisio, #metodologiaone, #fibromialgia, #pilates, #quiropraxia, #fisioterapia, #dornojoelho, #dornoquadril, #ribeiraopreto, #curitiba, #dorcronica, #doraguda, #fisioterapiaesportiva, #quiropraxiaribeiraopreto, #fisioterapiaribeiraopreto, #pilatesribeiraopreto, #quiropraxiacuritiba, #fisioterapiacuritiba, #pilatescuritiba, #tendinitepatelar, #bursitedequadril, #lesaodemenisco, #artrosedejoelho, #artrosedequadril, #artrite, #tratamentodejoelho, #tratamentodequadril, #fibrosemuscular

2 visualizações0 comentário