QUAIS OS SINTOMAS DO COVID-19 (CORONAVIRUS)

Atualizado: Ago 20

Muita gente me pergunta se o Covid- 19 causa dor nas costas.

E o que eu explico é o seguinte: as dores nas costas não estão na lista da OMS como um sintoma oficial da Covid-19, mas, como dia após dia, novos sintomas passam a ser atribuídos a esta doença, a gente vem percebendo um crescimento das buscas por esse termo na internet.

Então vem a pergunta. Por que estou com dor?

Caso você seja alguém que não tinha esses sintomas antes da pandemia e esteja trabalhando em casa, em “home office”, a mudança de rotina, nesse caso, pode ser o causador da dor nas costas. Outra causa muito comum é o stress. O stress devido à ansiedade que todos nós estamos vivenciando devido à esta pandemia, ele pode contribuir muito para o surgimento de dores nas costas.

A busca pelas palavras “dor nas costas” bateram recorde de busca no Google.

Um aumento de 76% durante a quarentena.

Já um estudo da FIOCRUZ aponta que as queixas de dores nas costas aumentaram em 40%, e 50% das pessoas que já tinham dor, tiveram agravamento das suas dores.

Isso, como ja dito acima, se deve ao fato da mudança repentina do local de trabalho ao formato home office e aulas à distância!

O uso de cadeiras inadequadas, sentar-se incorretamente, passar muito tempo à frente do computador e o sedentarismo na quarentena estão por trás do desconforto.

E o futuro próximo não trará mudanças significativas.

O home office tende a ser mantido, assim como as aulas online. Por isso, é importante saber o que você pode fazer para se prevenir.

Embora pareça difícil mudar o quadro atual desta pandemia, nós podemos tomar algumas precauções para evitar e inclusive aliviar essas dores.

Quer saber como EVITAR estas dores? CLIQUE AQUI!


O que é COVID-19

Os coronavírus são uma grande família de vírus comuns em muitas espécies diferentes de animais, incluindo camelos, gado, gatos e morcegos. Raramente, os coronavírus que infectam animais podem infectar pessoas, como exemplo do MERS-CoV e SARS-CoV. Recentemente, em dezembro de 2019, houve a transmissão de um novo coronavírus (SARS-CoV-2), o qual foi identificado em Wuhan na China e causou a COVID-19, sendo em seguida disseminada e transmitida pessoa a pessoa.

A COVID-19 é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a maioria (cerca de 80%) dos pacientes com COVID-19 podem ser assintomáticos ou oligossintomáticos (poucos sintomas), e aproximadamente 20% dos casos detectados requer atendimento hospitalar por apresentarem dificuldade respiratória, dos quais aproximadamente 5% podem necessitar de suporte ventilatório.

Fonte: Site Ministério da Saúde - https://coronavirus.saude.gov.br/


Quais são os sintomas

Os sintomas da COVID-19 podem variar de um resfriado, a uma Síndrome Gripal-SG (presença de um quadro respiratório agudo, caracterizado por, pelo menos dois dos seguintes sintomas: sensação febril ou febre associada a dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza) até uma pneumonia severa. Sendo os sintomas mais comuns:

  • Tosse

  • Febre

  • Coriza

  • Dor de garganta

  • Dificuldade para respirar

  • Perda de olfato (anosmia)

  • Alteração do paladar (ageusia)

  • Distúrbios gastrintestinais (náuseas/vômitos/diarreia)

  • Cansaço (astenia)

  • Diminuição do apetite (hiporexia)

  • Dispnéia ( falta de ar)

Fonte: Site Ministério da Saúde - https://coronavirus.saude.gov.br/


Como é transmitido

A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de:

  • Toque do aperto de mão contaminadas;

  • Gotículas de saliva;

  • Espirro;

  • Tosse;

  • Catarro;

  • Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, talheres, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.

Fonte: Site Ministério da Saúde - https://coronavirus.saude.gov.br/


Como se proteger

As recomendações de prevenção à COVID-19 são as seguintes:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%. Essa frequência deve ser ampliada quando estiver em algum ambiente público (ambientes de trabalho, prédios e instalações comerciais, etc), quando utilizar estrutura de transporte público ou tocar superfícies e objetos de uso compartilhado.

  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com a parte interna do cotovelo. Não tocar olhos, nariz, boca ou a máscara de proteção fácil com as mãos não higienizadas. Se tocar olhos, nariz, boca ou a máscara, higienize sempre as mãos como já indicado.

  • Mantenha distância mínima de 1 (um) metro entre pessoas em lugares públicos e de convívio social. Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.

  • Higienize com frequência o celular, brinquedos das crianças e outro objetos que são utilizados com frequência.

  • Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, toalhas, pratos e copos.

  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.

  • Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas.

  • Se estiver doente, evite contato próximo com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, busque orientação pelos canais on-line disponibilizados pelo SUS ou atendimento nos serviços de saúde e siga as recomendações do profissional de saúde.

  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável.

  • Recomenda-se a utilização de máscaras em todos os ambientes.  As máscaras de tecido (caseiras/artesanais), não são Equipamentos de Proteção Individual (EPI), mas podem funcionar como uma barreira física, em especial contra a saída de gotículas potencialmente contaminadas.

Fonte: Site Ministério da Saúde - https://coronavirus.saude.gov.br/


Veja esse vídeo onde o Dr. Giuliano Martins explica mais sobre a dor nas costas.


IMPORTANTE

Dor nas costas não é considerado um sintoma de Covid-19, mas se a dor vier acompanhada de febre, tosse, dificuldade para respirar ou outros sintomas, é importante procurar um médico, porque nesse caso, existe chance de estar associada ao coronavírus.


Está sofrendo com dores nas costas?

Então, comece pelo início. Primeiro você precisa de um profissional totalmente comprometido com a metodologia.

É importante saber sua formação e suas qualificações.

Faça uma visita ao Instituto escolhido para ver como se sente, se gosta do ambiente.

Você precisa se sentir à vontade, pois a sessão do Tratamento tem a ver não só com o bem-estar físico, mas também mental.


Marque também um Tele-atendimento GRATUITO. É a melhor forma de ter um primeiro contato com a técnica e o Especialista que irá lhe atender e mostrar seus exames, contar um pouco da sua história, das suas queixas, dos tratamentos que já realizou e não obteve sucesso e tirar TODAS as suas dúvidas.

Que tal agendar um Tele atendimento GRATUITO e conhecer melhor nossa metodologia?

Acesse nosso site clicando aqui e agende AGORA seu atendimento!


#drgiulianomartins #onefisioterapia #dornascostas #dornoquadril #covid #coronavirus #herniadedisco #dordecabeca #ciatico #artrose #dornojoelho #fibromialgia #dornoombro #pilates #quiropraxia #fisioterapia

681 visualizações

CONTATO

Ribeirão Preto

Rua José Jaime Delibo, 160
CEP 14026-563 - Jardim Nova Aliança

Ribeirão Preto/SP

Curitiba

Av. Silva Jardim, 3161
CEP 80240-021 - Bairro Água Verde - Curitiba/PR

Qual unidade gostaria de falar ?

© 2020 por ONE Fisioterapia. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Onegate